Ágio do bezerro

Ágio do bezerro sobre o boi gordo: o descolamento continua?

Comprar bem é um dos segredos de sucesso de qualquer negócio. Falamos sobre isso no início do Farmnews quando apresentamos o tema de relação de troca de bezerros por boi gordo e da recente perda do poder de compra no momento de repor o rebanho para aqueles que vendem animais para o abate. No Farmnews de hoje iremos retornar ao assunto, apresentando o ágio do bezerro em relação ao boi gordo e analisar como está comportamento de preços da arroba do bezerro em relação a do boi gordo nos últimos anos. Como dissemos naquela ocasião, comprar e vender no momento certo é o que todos buscam pois um grande negócio se inicia pela compra bem feita.

Como está o ágio do bezerro em relação ao boi gordo atualmente? Essa é uma pergunta típica na pecuária e vamos avaliar o poder de compra do invernista ao longo dos últimos 10 anos na Figura abaixo.

 

Gráfico do ágio do bezerro sobre o boi gordo e os preços do bezerro

Fonte: Dados adaptados do CEPEA/ESALQ

 

O ágio do bezerro em relação ao boi gordo está em cerca de 45%. Ao longo dos últimos 10 anos esse ágio oscilou de 5% a valores acima de 50%, enquanto a média fica em torno dos 30%. Desse modo, o valor da arroba do bezerro vale, em média, 30% a mais que o preço da arroba do boi gordo. Pelo menos foi assim na média da última década.

Os dados da Figura mostram que apesar da volatilidade do ágio, nos últimos 2 anos o preço do bezerro esta cotado a patamares cerca de 40% acima do boi gordo. Tem sido assim desde o início de 2014, quando os preços do bezerro descolaram do boi gordo com maior evidência.

A Figura também ilustra o comportamento de preços da arroba do bezerro e do boi gordo. Atualmente a arroba do bezerro cotada a valores próximos de R$200,0/@ e o boi gordo em R$150,0/@.

O que implica em um ágio do bezerro maior?

Além de um menor poder de compra na reposição do rebanho, implica na necessidade que a engorda aconteça de um modo eficiente e com custos que permitam uma margem adequada na venda dos animais no abate. É certamente uma pressão maior por gestão e tecnologia na atividade.

Os dados desta série igualmente demonstram que há uma forte oscilação deste ágio, como discutimos nos artigos que tratam de ciclo de preços de longo prazo na pecuária. Hoje o ágio está acima da média histórica, mas, como discutimos esse indicador varia de forma cíclica determinada pelo ritmo de abate de matrizes.

Pecuaristas, profissionais do setor, estudantes e interessados no assunto, sigam nossas notícias. Acesse também a Farmlogics, cadastre-se pelo www.farmlogics.com.br e confira!

Ágio do bezerro sobre o boi gordo: o descolamento continua? was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!