Saiba mais do mercado de importação de bovinos vivos nos Estados Unidos em 2017 e de seus principais vendedores, México e Canadá.

Apesar do bom ritmo das importações de bovinos vivos do país , os valores devem seguir abaixo dos valores apurados em 2015.

Aliás, o Farmnews destacou que a importação de bovinos vivos dos Estados Unidos está em alta neste ano de 2017. Clique aqui e saiba mais!

A grande maioria dos bovinos importados do México são animais para confinamento, enquanto do Canadá, todos os tipos de animais são comprados. As principais categorias adquiridas do Canadá são animais para confinamento, novilhos e novilhas e vacas gordas para abate.

Alguns dos bovinos comprados do México seguem diretamente para os cochos nos confinamentos dos EUA, enquanto outros, especialmente os animais mais leves, são colocados no pasto antes de terem peso suficiente para entrarem na engorda intensiva.

No acumulado do ano (até novembro), a importação de bovinos vivos do México aumentou em cerca de 185 mil animais comparado com o mesmo período de 2016, o que indica um crescimento de 25% nesta base de comparação.

A previsão é que a importação de bovinos vivos do México em 2017 fique em cerca de 1,16 milhões de cabeças, a maior desde 2012.

Por outro lado, as importações de bovinos vivos do Canadá EUA estão em declínio.  Até agora, o total de importações de bovinos dos EUA do Canadá caiu cerca de 120 mil cabeças em relação ao ano anterior (queda de 17%).

A expectativa é que a importação de animais vivos canadenses somem pouco mais de 660 mil cabeças. Em comparação com os níveis de 2016, as importações de bovinos para confinamento do Canadá apresentam queda de 37%, novilhos e novilhas de 5%, e de vacas e touros, 26%.

O fato é que os Estados Unidos importam mais que a soma de todos os principais países importadores de bovinos vivos (1,75 milhões de animais). Clique aqui e saiba mais!

O Farmnews é o canal de notícias da Farmlogics!

Saiba mais da importação de bovinos vivos nos Estados Unidos was last modified: by