Farmnews Futuros

Farmnews lança o Farmnews Futuros, o espaço do mercado futuro!

O Farmnews está iniciando um novo espaço, dedicado à análise do mercado futuro do boi gordo e do milho. É o Farmnews Futuros!

O Farmnews Futuros é fruto de uma parceria do Farmnews e o veterinário Felipe Syuffi, com o objetivo de levar um pouco mais de conhecimento sobre o mercado futuro e a relação dos preços com algumas das variáveis que afetam os preços futuros, como câmbio, produção, estoques, clima, consumo, inflação entre outros.

Vale lembrar que o objetivo aqui não é o de fazer qualquer previsão de preços, mas sim contribuir para uma análise fundamentalista do setor pecuário e agrícola, buscando um maior entendimento do que vem ocorrendo com os preços e, claro, nossa opinião com relação aos possíveis cenários futuros.

Então vamos iniciar com o Farmnews Futuros e falar um pouco do cenário de preços do mercado do boi gordo.

O contrato de outubro de 2018 (BGIV18) está indicando neste início de junho,  um preço em torno de R$150,0 por arroba no vencimento do contrato, ou seja, ao final de outubro. Isso implica em uma expectativa de alta de cerca de 8,0% em relação ao preço atual, de R$138,9 por arroba (segundo indicador Cepea/Esalq, no dia 4 de junho).

Bem, historicamente os preços em outubro, no mercado físico, são cotados, em média, coincidentemente, cerca de 6 % acima dos valores praticados em maio de cada ano. Isso considerando uma média dos últimos 10 anos, ou seja, de 2007 a 2017. Mas, claro, isso é história e serve apenas de referência. Uma referência importante, mas, apenas uma referência…

E indo além na história, a diferença mínima e máxima entre os preços de outubro e maio nos anos de 2007 a 2017 foi de -5,61 % e 22,13%, respectivamente.

Mas cada ano tem suas histórias e particularidades. E em 2018 em especial, temos enfrentado uma forte desvalorização do Real frente ao dólar, o que favorece a exportação, não só da carne bovina brasileira, mas de todas as commodities que produzimos. Aliás, os dados da exportação de carne bovina do Brasil têm apresentado bons resultados, como temos abordado no Farmnews (clique aqui).

Se por um lado, a exportação tem sido positiva em 2018, por outro lado o consumo interno não tem apresentado o mesmo bom desempenho.  Além de um consumo reduzido de carne bovina no País, os preços do frango e do suíno acumulam forte queda nos primeiros 4 meses de 2018, ocorrido principalmente pelas diversas barreiras sanitárias que tivemos.

Para efeito de comparação, enquanto o boi gordo acumula queda de cerca de 2,7% em 2018, até o final de maio, os preços do frango e do suíno acumulam queda de 11,6% e 20,6%, respectivamente.

A perspectiva com relação à recuperação do consumo interno em 2018 é limitada, ainda mais com os preços das carnes concorrentes em queda , e uma recuperação econômica que fica muito mais na expectativa do que na realidade. Na economia real os números que mostram alguma recuperação seguem bastante tímidos, prevalecendo um índice de desemprego elevado e o crescimento do PIB modesto, somando-se à incerteza nas próximas eleições.

E do lado da oferta de animais, vale destacar que o ritmo de abate de matrizes em 2017 aumentou, como consequência de uma menor atratividade em relação a preços nos últimos anos. Pois é, e além da maior quantidade de animais abatidos em 2017 (clique aqui), os preços do boi gordo vêm acumulando perdas em relação à inflação, mostrando que os custos de produção têm aumentado, e os valores do boi gordo não tem acompanhado essa alta.

E por falar em custos de produção, vale lembrar que os custos de produção dos bovinos em regime de confinamento tem apresentado alta no ano, fruto de uma forte valorização do milho e da soja.

Com os custos de produção em alta a viabilidade da engorda intensiva é coloca em dúvida em 2018, o que pode contribuir para a redução da intenção de confinar. E por mais que o risco de viabilidade de confinar em 2018 esteja maior, a expectativa de produção recorde de carne bovina segue positiva em 2018. E a maior oferta de carne não deve  ser observada apenas no Brasil.

O aumento de produção pode ser confirmado também pelo aumento da produção do maior produtor mundial, os Estados Unidos. Na parcial dos primeiros 4 meses de 2018 a produção de carne bovina aumentou 4% em relação ao mesmo período do ano passado por lá.

Falando um pouco mais do contrato do boi gordo, no ano passado (2017) o preço para o mês de outubro foi de R$142,00 por arroba. Com base no preço atual do contrato de outubro (BGIV18), de R$150,00 (início de junho), a expectativa do mercado é de valorização para o período final de entressafra, com a alta do milho e as atuais referências do preço do boi godo, que será balizado também pelo consumo.

E é sempre importante ressaltar que o Farmnews Futuros visa subsidiar seus leitores com dados e informações que os capacitem para uma melhor tomada de decisão em suas operações  ou previsões de vendas futuras. Mas claro, não podemos nos responsabilizar pelas decisões tomadas a partir do conteúdo compartilhado pelo Farmnews Futuros.

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Farmnews lança o Farmnews Futuros, o espaço do mercado futuro! was last modified: by

Médico Veterinário formado pela USP/FZEA, coordenador Comercial na Control Union – Divisão de Collateral Management. Possui experiência com assessoria à produtores com mercado futuro pela Multitrade Assessoria e pelo departamento de BI pelo Minerva Foods. Trabalhando e crescendo com o agronegócio brasileiro.