custo da arroba produzida

Custo da arroba produzida, crie meta antes de medir!

Muitas vezes percebemos que pouco se fala em resultado na pecuária, muito menos de custo e quase nunca encontramos dados sobre custo da arroba produzida.

Isso ocorre por falta de informação disponível e talvez também porque muitos prefiram evitar o assunto por acreditar ser esta análise complexa. Nesse sentido, abordar custo de arroba produzida em um primeiro artigo parece desafiador.

Ciente do desafio, vamos passo a passo apresentar temas relacionados a resultados econômicos da atividade, buscando ser simples e práticos. Essa é a proposta do Farmnews!

O dia a dia do fazendeiro é repleto de atividades e preocupações e é fácil de entender que muitas vezes o planejamento fica por último na sua lista de prioridades. Por isso é imprescindível aproveitar muito bem o tempo disponível para o planejamento e focar nos dados que realmente importam para o fazendeiro. Valorizar o tempo e ser objetivo.

E aqui cabe uma pergunta: Você sabe qual deveria ser o custo da arroba produzida para que se obtenha uma margem de lucro compensadora?

É uma pergunta importante, não? Muitas vezes o pecuarista trabalha, se dedica, compra e vende bem, produz de maneira eficiente, mas, não sabe qual deveria ser o custo de sua arroba produzida para uma margem que compense seus esforços no campo. Veja, estamos apenas falando em estimativa de custo. O custo real, apurado, não é tema deste artigo. Antes de apurar, o pecuarista deve ter seus objetivos de resultado definidos. Isso faz com que o pecuarista se motive a conhecer os números da fazenda e implantar controle simples, embora funcionais para que no final possa se perguntar: Será que atingi meus objetivos? E assim comparar metas com resultado alcançado.

O primeiro tema deste Painel de Resultado está relacionado ao quanto deve custar a arroba produzida para que se tenha lucro na atividade. Esse tema ganha importância para quem engorda bezerros em um momento de reposição valorizada e quando muitos se questionam: Não é arriscado comprar bezerros para engorda nesses patamares de preços?

Claro, para cada circunstância de produção em específico haverá uma resposta, já que toda fazenda tem sua estrutura de custo, estratégia de produção, mercados e regiões com preços particulares. O que mais importa aqui é estabelecermos um plano de análise e meta para que se possa avaliar cada situação a partir de um objetivo definido.

Como o momento é de alta de preços do bezerro, vamos utilizar como exemplo de cálculo a engorda de bezerro para venda como boi gordo.  Antes, cabe mostrar (Figura abaixo) a tendência de ágio do bezerro em relação ao boi gordo que atualmente esta a patamares históricos e, consequentemente, coloca a troca a níveis mínimos (menos de 2 bezerros por boi gordo).

 

Fonte: Adaptado da base de dados do CEPEA/ESALQ – considerando boi gordo – SP e bezerro - MS

Fonte: Adaptado da base de dados do CEPEA/ESALQ – considerando boi gordo – SP e bezerro – MS

 

Veja pela Figura acima que os preços da arroba do bezerro valem praticamente 50% a mais que o valor da arroba de um boi gordo. A média histórica desta série de 10 anos está em exatos 30%. O poder de compra na reposição está diminuindo nos últimos anos. Compra-se menos bezerro a partir da venda de um boi gordo e tal fato estimula ainda mais discussões já importantes sobre planejamento operacional e plano de metas nas fazendas de engorda.

Vamos a um exemplo fictício para fins de raciocínio de cálculo apenas, considerando as premissas abaixo.

Bezerro Boi gordo
Peso (@) 6 19
Preço do animal R$ 1.200,0 R$ 2.850,0
Preço por @ do animal R$ 200,0 R$ 150,0

 

O importante aqui é destacar o planejamento da operação, ou seja, da necessidade do produtor definir claramente o objetivo  da operação de engorda. Nesse caso, o objetivo foi de engordar o animal em 13@ (saindo da compra de um animal de 6@, levando-o ao abate com 19@). A partir das premissas da tabela acima, podemos destacar duas importantes informações obtidas, além do ganho de peso:

  • Diferença entre o valor de venda do boi gordo e o custo de compra do bezerro: R$1.650,0
  • Custo máximo da @ produzida para lucro zero (R$/@): R$ 126,9.

A partir desse planejamento de engorda exemplificado, o pecuarista espera colocar 13@ no bezerro comprado antes de sua venda para o abate. Aqui vale observar algo importante: na diferença entre o preço de venda desse animal, e o custo de sua compra, devemos incluir tanto os custos da operação quanto o resultado em lucro esperado pelo pecuarista. Em outras palavras, dentro dos R$1.650, que é a diferença entre a venda do boi gordo e o custo de compra do bezerro, está o custo operacional e o lucro do pecuarista. Desse modo, quanto menos gastar dentro desses R$1.650,0, maior será seu lucro. É nesse intervalo de valor que o pecuarista deve mostrar eficiência!

O mais importante aqui é que, com as informações apresentadas, podemos calcular o custo de engorda permitida ao pecuarista para que o mesmo não perca dinheiro.

Se a engorda ficar acima de R$126,9/@ o pecuarista, neste exemplo, não cobrirá sequer seus custos operacionais, sem falar nos custos não-caixa do empreendimento.

Como chegamos ao valor de R$126,9/@ e dissemos que este é o custo da arroba produzida máximo para que a operação não resulte em prejuízo?

Calculamos a partir da relação entre os R$1.650,0 que é o valor da diferença de venda do boi gordo e o custo de compra do bezerro e o ganho de peso esperado (13@). Assim, o custo máximo da arroba produzida no regime de engorda exemplificado é calculado como:

form12

E como calculamos o custo da arroba produzida para esta operação?

A análise do custo da arroba produzida, como o próprio termo sugere, envolve duas questões: a de custos e de produtividade. Em outras palavras o custo da arroba produzida está relacionado ao custo da permanência animal no rebanho e de seu desempenho.

No exemplo que estamos trabalhando, consideramos um ganho de peso de 13@ entre a compra do bezerro e a venda do boi gordo. Mas em que período de tempo? Bom, vamos considerar para efeito de exemplo, uma engorda de 24 meses. Considerando essas premissas, o ganho estimado médio do animal deve estar próximo de 0,5@ mês ou algo em torno de 0,5kg ao dia.

É importante destacar que o plano empresarial contemple um planejamento operacional condizente com o perfil da região, da fazenda, das condições financeiras do pecuarista e de produção do rebanho (raça, genética, manejo, sanidade entre outros). Dizemos isso para lembrar que o plano empresarial deve estar em sintonia com algo atingível operacionalmente, pois como diz o ditado: “Papel aceita qualquer coisa”. Por isso não podemos nos iludir e projetar algum desempenho inatingível.

Seguindo no exemplo de cálculo, vamos considerar um custo operacional médio de R$50,0 por animal alojado ao mês por um período de engorda de 24 meses. Desse modo, o custo operacional total por animal será de R$1.200,0. Como o ganho projetado é de 13@ no período, o custo da arroba produzida esperada é de R$92,3 (apenas dividindo os R$1.200,0 do custo operacional total pelo total de arrobas engordadas, ou seja, 13).

Lembramos que o custo da arroba produzida máximo para lucro zero é de R$126,9 e o valor projetado está em R$92,3, garantindo uma margem teórica para a operação.

Veja pela última tabela abaixo a estimativa de resultado apurada por animal e por arroba (@).

Resultado operacional Por animal Por @
Custo de compra do bezerro R$ 1.200,0 R$ 200,0
Custo total da engorda R$ 1.200,0 R$ 92,3
Custo operacional (bezerro e engorda) R$ 2.400,0 R$ 126,3
Valor de venda do boi gordo R$ 2.850,0 R$ 150,0
Margem operacional R$ 450,0 R$ 23,7
Margem operacional (%) 15,8%


Ressaltamos que os valores apresentados acima são meramente ilustrativos, na tentativa de apresentar um raciocínio de planejamento e análise de metas de resultado do negócio. Cada fazenda terá seus custos e valores de compra e venda. Contudo, nos próximos artigos iremos abordar um pouco mais temas relacionados a custos de produção. Aguardem!

O Farmnews abordará regularmente temas relacionados a resultado econômico da pecuária de corte, buscando trazer conteúdos práticos e didáticos. O objetivo é  mostrar para o pecuarista que muitas vezes essas análises podem ser menos complicadas do que se imagina. Participe, comente e nos ajude a fazer deste um canal de notícias cada vez melhor para nossos leitores!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Custo da arroba produzida, crie meta antes de medir! was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!