medidas protecionistas

Medidas protecionistas dos EUA e os efeitos para o agronegócio do Brasil

Medidas protecionistas dos Estados Unidos podem favorecer o agronegócio brasileiro?

Desde que Donald Trump assumiu o governo dos Estados Unidos temos discutido algumas questões relacionadas a medidas protecionistas e seus efeitos ao agronegócio, principalmente do Brasil.

Exportadores brasileiros de grãos devem se beneficiar das crescentes tensões comerciais entre Estados Unidos e China neste início de 2018, após o presidente Donald Trump anunciar medidas protecionistas para aço e alumínio.

O Brasil é o maior exportador global de produtos agrícolas como soja, carne bovina e de frango, açúcar e café. E a China é o maior importador de soja, comprando no ano passado 95,5 milhões de toneladas da oleaginosa.

Clique aqui e confira as compras do mercado chinês em relação as commodities agrícolas do Brasil.

“Os sinais de tensionamento entre os EUA e a China podem ser uma grande oportunidade para o Brasil, haja visto nossa vocação para produzir grãos como soja e milho”, disse Carlos Fávaro, agricultor e vice-governador de Mato Grosso. Fávaro afirmou que o Brasil pode se beneficiar das recentes medidas protecionistas dos EUA, embora tenha dito que é cedo para dizer como a situação vai se desenvolver.

Jason Hafemeister, conselheiro comercial do Secretário da Agricultura dos EUA, disse à Reuters que os norte-americanos temem que a China possa impor barreiras comerciais às vendas de grãos nos EUA se as relações comerciais entre as duas maiores economias do mundo piorarem.

No momento, uma posição comercial mais dura dos EUA em relação ao México beneficiou os agricultores brasileiros, que exportaram dez vezes mais milho para os mexicanos no ano passado, diante de temores de que as negociações do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA) pudessem prejudicar seus suprimentos do cereal.

Clique aqui e saiba mais do NAFTA e sua importância para o agronegócio dos Estados Unidos!

O fato é que, mesmo que determinados produtos se beneficiem, o Brasil em geral sofreria no caso de uma guerra comercial mais ampla, porque o país se baseia em regras de comércio globais estáveis e previsíveis, como uma nação com influência limitada em comparação com os grandes “players”, disse Oliver Stuenkel, professor de relações internacionais na Fundação Getulio Vargas em São Paulo.

Por falar nisso o Farmnews discutiu o impacto de medidas protecionistas no agronegócio nacional. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Adaptado de Reuters

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Medidas protecionistas dos EUA e os efeitos para o agronegócio do Brasil was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!