taxa anual de abate de vacas

Taxa anual de abate de vacas no Brasil entre 2000 a 2017

O Farmnews destaca os dados da taxa anual de abate de vacas no Brasil entre os anos de 2000 a 2017.

A Figura a seguir ilustra os dados da taxa anual de abate de vacas no País desde o ano 2000, segundo dados do IBGE.

 

taxa anual de abate de vacas

Fonte: Dados do IBGE (adaptado por Farmnews)

Os dados da Figura acima mostram que após 4 anos consecutivos de queda, a taxa anual de abate de vacas voltou a subir em 2017.

O fato é que entre os anos de 2013 a 2016, a taxa anual de abate de vacas apresentou queda e esse ciclo de baixa foi interrompido em 2017. Isso sugere que a intenção do abate fêmeas aumentou devido ao menor retorno da atividade nos últimos anos, frente a preços do mercado pecuário relativamente estáveis e custos de produção em alta.

Mas cabe ressaltar também que apesar da alta na taxa anual de abate de vacas em 2017 e o valor médio anual estar acima dos valores observados nos anos de 2015 e 2016, o ritmo de abate de fêmeas segue inferior ao apurado entre os anos de 2011 a 2014.

A Figura abaixo ilustra a evolução mensal da taxa de abate de vacas no Brasil,  de 2012 a 2017.

 

taxa anual de abate de vacas

Fonte: Dados do IBGE (adaptado por Farmnews)

 

O Farmnews apresenta o comportamento dos preços corrigidos do bezerro desde o ano de 2007 (clique aqui).

O Farmnews atualiza seus leitores também para o comportamento dos preços corrigidos do boi gordo nos últimos 50 anos, ou seja, desde 1967. O objetivo é mostrar os preços do boi gordo ao longo dos anos, no valor de hoje, ou seja, corrigidos pela inflação. Em outras palavras, quanto seria, no valor de hoje, o preço do boi gordo praticado em 1967, incluindo a inflação acumulada no País ao longo de todo esse período? Clique aqui e confira!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Taxa anual de abate de vacas no Brasil entre 2000 a 2017 was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!