boi gordo por bezerro

Relação de troca do boi por bezerro inicia o ano em queda

A relação de troca de boi gordo por bezerro caiu no primeiro mês de 2020 e é a menor para janeiro desde 2017.

Após encerrar o ano de 2019 em alta, o poder de compra do pecuarista que vende boi gordo caiu em relação ao bezerro.

A Figura a seguir ilustra a evolução da relação mensal de troca de bezerros por boi gordo de 16,5@, calculados a partir dos dados do indicador Cepea, entre janeiro de 2017 e 2020.

boi por bezerro
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O fato é que a relação de troca de bezerros por boi gordo caiu sensivelmente em janeiro de 2020 e, para o menor valor em janeiro desde 2017.

Os dados da Figura acima mostram que entre novembro e dezembro de 2019, fruto da forte valorização da arroba do boi gordo, o poder de compra do pecuarista subiu para cerca de 2,3 bezerros por boi gordo e, caindo para 2,0 em janeiro de 2020.

O fato é que um menor poder de compra no momento de repor o rebanho tem um impacto grande nos custos de produção da recria e engorda. Aliás, esse assunto já foi discutido no Farmnews, destacando a importância do custo da reposição na viabilidade da atividade de recria. Clique aqui e saiba mais do assunto.

Mas, nesse aspecto é importante lembrar que o preço do bezerro em janeiro de 2019 alcançou o patamar mais elevado em termos nominais quando avaliado em Reais por cabeça, o que coloca ainda mais pressão em relação ao poder de compra do pecuarista que vende boi gordo e depende do mercado para repor o rebanho. Clique aqui e confira o comportamento de preços do bezerro

O Farmnews apresenta os dados que revelam qual foi a melhor commodity agrícola em termos de preços ao longo de 10 anos. Pois é, dentre as commodities agrícolas acompanhadas pelo Farmnews, boi gordo, bezerro, milho e soja, qual foi a que apresentou maior alta entre janeiro de 2010 a janeiro de 2020? Clique aqui e confira!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Relação de troca do boi por bezerro inicia o ano em queda was last modified: by