exportação de bovinos vivos

Exportação de bovinos vivos cai em 2019 e acumula queda em 10 anos!

A exportação de bovinos vivos do Brasil acumula forte queda em 2019 e ao longo da última década.

Pois é, em 2019 a receita com a exportação de bovinos vivos do Brasil caiu 32,9% em relação a 2018 (US$530,28 milhões) e somando o equivalente a US$355,83 milhões.

O resultado apurado em 2019 foi o quarto pior da série iniciada em 2009, perdendo apenas para o faturamento observado entre os anos de 2015 e 2017, quando o País sentiu os efeitos da Venezuela, principal importador e que deixou de comprar animais vivos do Brasil.

Aliás atualmente o principal importador de bovinos vivos do Brasil é a Turquia. Clique aqui e confira como evoluíram os dados de compra do país!

O importante é destacar que o Brasil já importou o equivalente a US$721,90 milhões em exportação de bovinos vivos, valor mais que o dobro do observado em 2019, o que reforça o potencial de crescimento desse mercado.

A Tabela a seguir apresenta os dados de receita, embarques e preço médio dos bovinos vivos exportados do Brasil ao longo de mais de 10 anos, de 2009 a 2019, segundo dados do MDIC.

exportação de bovinos vivos

Vale destacar também um dado importante com relação ao preço médio dos bovinos vivos exportados do Brasil. Desde 2009 o preço médio não era negociado abaixo de US$2,0 mil por tonelada, o que voltou a ocorrer em 2019.

O valor médio de 2019 de US$1,96 mil por tonelada foi 14,3% menor que o valor de 2018 e muito abaixo do valor praticado em 2012 (US$2,44 milhões) e o maior preço ao longo da série histórica.

E mudando o assunto, a expectativa é que a exportação de carne bovina do Brasil em 2020 alcance novo recorde histórico! Clique aqui e saiba mais do assunto!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Exportação de bovinos vivos cai em 2019 e acumula queda em 10 anos! was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!