expor-jun-3-20

Exportação de carne bovina: dados da terceira semana de junho

Os dados parciais da exportação de carne bovina em junho, no acumulado das três primeiras semanas, mostram novo aumento frente a 2019.

Vale lembrar que os dados da primeira semana de junho mostravam queda no ritmo de embarques diários da exportação de carne bovina do Brasil. Aliás, clique aqui e confira os dados!

Pois é, mas esse cenário foi revertido já na segunda semana de junho. Isso porque no acumulado das duas primeiras semanas de junho de 2020 o Brasil exportou uma média diária de 7,16 mil toneladas de carne bovina, valor acima do observado em junho de 2019, quando a média diária foi de 6,02 mil toneladas exportadas. E na terceira semana de junho a média diária subiu ainda mais, para 7,65 mil toneladas.

A receita com a exportação de carne bovina aumentou na base anual de comparação, uma vez que na média diária de junho de 2019 o Brasil comercializou o equivalente a US$23,26 milhões, e no acumulado das 3 primeiras semanas de junho de 2020, a média diária foi de US$33,34 milhões.

E sempre vale destacar que o ano de 2020 tem sido marcado por valores recordes da exportação de carne bovina. E em maio de 2020 em especial, a exportação de carne bovina foi recorde histórico (clique aqui).

Nesse aspecto de recorde de exportação, é importante ressaltar que a crescente demanda chinesa por carne bovina gera otimismo mas também um alerta para a pecuária de corte do Brasil. Clique aqui e confira!

E a exportação de carne bovina em alta impulsiona o preço do boi gordo que, segue em alta em junho e caminha para a maior valorização entre os meses de junho.

Em junho de 2020, até a parcial do dia 22, o preço médio do boi gordo foi quase 40% mais alto que observado em junho de 2019, a maior alta entre os meses de junho ao longo da série apresentada, com inicio em 2010. Clique aqui e confira!

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Exportação de carne bovina: dados da terceira semana de junho was last modified: by