exportação de milho

Exportação de milho segue soja e inicia 2020 com forte queda

A exportação de milho do Brasil segue o ritmo da soja e inicia 2020 com forte queda.

O fato é que em janeiro de 2020 a receita com a exportação de milho em grãos do Brasil caiu forte, tanto na base mensal como anual de comparação.

Isso porque em janeiro de 2020 a receita com a exportação de milho em grão do Brasil somou o equivalente a US$389,02 milhões, valor 40,9% menor que o observado no mesmo período de 2019 (US$659,32 milhões) e 51,8% mais baixo que dezembro do ano anterior (US$750,51 milhões).

Com relação aos embarques, o Brasil comercializou 2,29 milhões de toneladas de milho em grão em janeiro de 2020, valor 40,6% menor que o observado em janeiro de 2019 (3,86 milhões de toneladas) e 47,4% mais baixo que o apurado em dezembro de 2019 (4,36 milhões).

E quando o assunto é preço, o valor médio de janeiro de 2020 de US$169,56 por tonelada revela queda frente aos valores praticados tanto em dezembro de como em janeiro de 2019.

Pois é, em janeiro de 2020 todos os dados relacionados a exportação de milho do Brasil foram negativos, sem exceção quando comparado com dezembro e janeiro de 2019.

Além da queda da exportação do grão, o preço do milho no mercado futuro caiu a partir do final de janeiro, acompanhando o mercado fisico. Clique aqui e saiba mais do assunto!

E, claro, nesse contexto vale destacar a importância da China nesses dados, uma vez que o país asiático é, de longe, nosso principal importador. E além da crise de produção de suínos (clique aqui), agora temos os efeitos negativos do acordo comercial do país com os Estados Unidos e toda as incertezas relacionadas ao coronavírus.

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Exportação de milho segue soja e inicia 2020 com forte queda was last modified: by