poder de compra do pecuarista

Qual o poder de compra do pecuarista para repor o rebanho?

O poder de compra do pecuarista caiu novamente em março de 2020 e alcança menor patamar desde julho de 2017.

Em março de 2020 a relação de troca de bezerros por boi gordo caiu pelo quarto mês consecutivo e alcançou 1,85 cabeças por animal para abate de 16,5@, em média. Esse aliás, foi o menor patamar observado desde julho de 2017 como destaca a Figura abaixo.

A Figura a seguir ilustra a relação de troca de bezerros por boi gordo de 16,5@, calculados a partir dos dados do indicador Cepea, entre janeiro de 2017 e março de 2020.

poder de compra do pecuarista

Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O poder de compra do pecuarista tem caído em 2020 devido a maior valorização do bezerro frente ao boi gordo. Aliás o comportamento de alta do bezerro tem sido destaque nos primeiros meses do ano, inclusive com valor do animal para reposição batendo recorde histórico.

No ano, até a parcial de março, dia 27, o preço do bezerro, avaliado em Reais por cabeça, acumulou alta de 21,9%, enquanto no mesmo período a alta do boi gordo foi de 3,9%. Ambos os valores considerando dados do indicador Cepea.

É importante lembrar que nos meses de novembro e dezembro de 2019 a valorização histórica do boi gordo elevou o poder de compra do pecuarista para acima de 2,0 bezerros por boi gordo de 16,5@.

Com a alta no preço do milho e do bezerro, o custo da engorda em confinamento segue em alta em 2020 e alcança maior valor nominal como revelam os dados do LAE/USP. Clique aqui e confira! A relação de preços do boi gordo por milho caiu em março de 2020 para o menor patamar desde junho de 2018. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Qual o poder de compra do pecuarista para repor o rebanho? was last modified: by