preço do boi gordo

Preço do boi gordo despenca no mercado físico e futuro em março

O preço do boi gordo passou a cair forte em março, tanto no mercado físico como futuro.

Pois é, após resistir as quedas e se manter firme durante enquanto os casos de coronavírus se agravava mundo agora, quando os dados do Brasil começaram a avançar o efeito negativo no preço do boi gordo foi forte.

Vale lembrar que o Farmnews destacou os efeitos do coronavírus no preço do boi gordo dos 2 principais produtores mundiais, Brasil e Estados Unidos. Clique aqui e saiba mais do assunto!

No mercado futuro, para o contrato com vencimento em maio de 2020, BGIK20, o valor de 18 de março de R$164,0 por arroba foi o menor do ano e também desde outubro de 2019. Aliás, o valor de R$164,0 já se aproxima da média de preço apurada em maio de 2019, segundo dados do Cepea, em valor nominal (R$152,7 por arroba).

No caso do contrato com vencimento em outubro, BGIV20, o valor de R$176,0 por arroba observado no dia 18 de março foi o menor desde 2019. E o valor de R$176,0 é um pouco maior que a média praticada no mesmo período de 2019, segundo indicador Cepea (média de R$163,2 por arroba).

No mercado físico o boi gordo foi negociado a R$187,4 por arroba. O dia 18 de março, o menor valor desde o dia 11 de novembro de 2019. Com isso, o mercado do boi gordo passou a acumular perdas na parcial de 2020, de 2,9%, já que o iniciou o ano cotado a R$193,0 por arroba.

Vale destacar que a valorização do bezerro segue em ritmo forte e em março alcança novo recorde! Inclusive a alta no bezerro chegou superar em 4 vezes os ganhos observados para o boi gordo até a parcial de março. Clique aqui e confira!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Preço do boi gordo despenca no mercado físico e futuro em março was last modified: by