preço do milho cai

Pressionado pela COVID-19 preço do milho cai em abril após recorde

Após ultrapassar a barreira de R$60 por saca pela primeira vez na história, preço do milho cai na primeira quinzena de abril!

Os elevados patamares de preços do milho no mercado brasileiro somados às incertezas diante do avanço da pandemia de coronavírus fizeram com que compradores diminuíssem o ritmo de aquisição de novos lotes, especialmente os envolvendo grandes volumes.

Vale destacar que o preço do milho cai em abril também em resposta ao aumento do estoque mundial do grão, conforme dados divulgados pelo USDA. Clique aqui e confira os dados!

Esse cenário e as desvalorizações internacionais do cereal resultaram no recuo dos preços domésticos do milho. Nos Estados Unidos, a desvalorização da gasolina e o avanço da pandemia de coronavírus têm limitado a demanda pelo cereal – vale lembrar que a produção de etanol a partir de milho é elevada no país norte-americano. No Brasil, os movimentos de baixa nos preços do milho têm sido mais intensos em São Paulo e em regiões do Centro-Oeste.

O indicador Cepea do milho (base Campinas-SP) recuou 6,6% na parcial de abril, até o dia 13, fechando a R$56,19 por saca de 60 kg. Lembrando que o preço do grão encerrou março cotado a R$60,14 por saca. Contudo, no ano o milho acumula forte alta, de 16,0%, já que iniciou 2020 cotado a R$48,43 por saca. Aliás, nos 3 primeiros meses do ano o milho apresentou a maior valorização dentre as commodities avaliadas pelo Farmnews (clique aqui).

O Farmnews apresenta os dados de produção dos maiores países produtores de milho para a safra 2019/20. Pois é, o USDA revisou em abril de 2020 os dados esperados de produção de milho no mundo e entre os principais produtores países na safra 2019/20. Clique aqui e confira!

Adaptado do Cepea

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Pressionado pela COVID-19 preço do milho cai em abril após recorde was last modified: by