produção de carne

Produção de carne bovina segue desabando nos EUA em maio

A produção de carne bovina nos Estados Unidos segue em forte queda em maio de 2020.

O Farmnews inclusive apresentou dados da perspectiva de queda na oferta de carne bovina dos Estados Unidos pelos efeitos da COVID-19 no 1° trimestre de 2020. Clique aqui e confira os dados!

E essa queda continua em maio, ainda em função dos efeitos negativos da COVID-19, uma vez que a produção de carne bovina nos Estados Unidos no mês foi de 0,82 milhões de toneladas, 20% abaixo comparado ao mesmo período do ano anterior.

O abate de bovinos em maio de 2020 totalizou 2,28 milhões de cabeças, uma queda de 23% em relação a maio de 2019. Por outro lado, o peso vivo médio aumentou 23,1kg em relação ao ano anterior, evoluindo para uma média em maio de 620,0kg.

No entanto, a produção de carne bovina acumulada, entre janeiro a maio de 2020, caiu apenas 4% em relação ao total observado no mesmo período de 2019. Isso porque nos 2 primeiros de 2020 a produção de carne bovina nos Estados Unidos apresentou forte alta frente a 2019.

Vale lembrar que a COVID-19 tem efeitos no comportamento do consumidor, na indústria e, por consequência, no mercado pecuário. Esse efeito relacionado a oferta de animais para abate no pais deve se estender ao longo do ano de 2021. Clique aqui!

E a maior oferta de animais frente a capacidade de abate já derrubou os preços do boi gordo nos Estados Unidos. Nesse sentido, o Farmnews apresenta dados de preços no mercado mundial do boi gordo entre janeiro de 2015 e maio de 2020. Clique aqui e confira os dados!

O abate de bovinos no 1° trimestre de 2020 foi o menor em quase uma década no Brasil. Pois é, o ritmo de abate de bovinos no Pais nos 3 primeiros meses de 2020 foi o mais baixo desde 2011, segundo dados oficiais do IBGE. Clique aqui e confira!

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Produção de carne bovina segue desabando nos EUA em maio was last modified: by