custo de produção de bovinos confinados

Fórmula de cálculo do índice de custo de produção de bovinos confinados

Saiba mais da fórmula de cálculo do índice de custo de produção de bovinos confinados (ICBC) desenvolvido pelo LAE/USP.

E ante de falar especificamente do índice de custo de produção de bovinos confinados, vale ressaltar que os índices são capazes de expressar diversos fenômenos, tais como a elevação do nível de preços, o incremento na produção, a valorização de uma moeda, dentre outros. No caso deste projeto conduzido pelo LAE/USP, utiliza-se para monitorar o comportamento dos custos de produção ao longo dos meses.

Há várias possibilidades metodológicas para se fazer esses cálculos. De maneira geral, os Números-Índices estão associados a dois nomes: Laspeyres e Paasche. O economista alemão Étienne Laspeyres em 1871 elaborou e propôs equação matemática para o cálculo e, posteriormente, em 1874, Hermann Paasche fez ponderações e propôs nova equação e alteração no método.

A origem da elaboração dos índices surgiu da necessidade de estimar a evolução do custo de vida dos consumidores e das suas famílias, ou seja, de se estimar a inflação (a elevação generalizada no nível de preços de bens e serviços). O conhecimento desses índices inflacionários parte do princípio de saber qual é a cesta de produtos e/ou serviços que represente a demanda de uma família típica da sociedade. A cesta de produtos ou de bens é o conjunto de itens levantados durante a amostragem que permite a comparação dos preços relativos de cada item e do conjunto deles, podendo ser fixa ao longo do tempo (como recomendou Laspeyres) ou atualizada periodicamente (segundo Paasche). No entanto, essa diferença de atualização ou não da cesta de produtos implicou em algumas diferenças metodológicas dando mais êxito ao que Laspeyres elaborou.

Por exemplo, para estimar a inflação brasileira o IBGE elabora e divulga o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Para conhecer quais são os produtos e as quantidades consumidas pelas famílias, o IBGE faz o levantamento em dez capitais brasileiras mais o Distrito Federal (DF) totalizando mais de seis mil residências entrevistadas.

A pesquisa demora aproximadamente um ano para ser feita e, portanto, é atualizada a cada 10 anos para gerar a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF). Somente após a definição da cesta de produtos mais comum para todas essas famílias brasileiras é feita atualização periódica dos preços. Neste caso, o INPC utiliza o Índice de Laspeyres, pois seria impraticável o conhecimento de nova cesta de produtos a cada mês (para se calcular o Índice de Paasche), conferindo, assim, uma vantagem a este índice.

De modo semelhante os índices de custos e preços agropecuários utilizaram o método de Laspeyres, principalmente devido à dificuldade de se atualizar em tempo hábil a nova cesta de produtos ou serviços.

Estudiosos continuaram a discutir outros problemas que poderiam existir naquelas fórmulas propostas inicialmente, como superestimar ou subestimar os reais valores da evolução dos índices. Desta forma, Irving Fisher, notável economista americano, em 1922 propôs uma fórmula mista de cálculo de índice, que obtém a média geométrica dos índices de Laspeyres e Paasche. O índice ficou conhecido como “Índice Ideal de Fisher”, pois corrigia o índice real de evolução de bens e serviços.

Em 1939 outro economista, dessa vez russo, Konüs, reformulou e propôs novos conceitos teóricos para corrigir os possíveis equívocos dos outros métodos de cálculo dos índices de preços e custos. O Índice Exato de Konüs conquistou reconhecimento teórico, ao que tudo indica, por flexibilizar a variação das quantidades no período base e atual, o que não ocorria nos outros métodos mencionados acima. No entanto, todas as propostas após Laspeyres tinham como princípio a atualização da cesta de produtos periodicamente, então, na prática, nenhum
deles resolveram o problema dos índices de custo de vida na população. Diante desse breve referencial teórico, os pesquisadores envolvidos neste estudo ponderaram as possibilidades de uso de cada fórmula e compararam como seria realizado na prática da produção de bovinos confinados.

Os confinadores mudam as quantidades e os ingredientes utilizados (equivalente à cesta de produtos dos índices de custo de vida), conforme as flutuações dos preços no mercado para maximizar os seus lucros. A escolha dos novos insumos e as quantidades se baseiam, geralmente, em maximizar o lucro.

O arranjo de insumos alimentares que maximiza o lucro da atividade pela alimentação é possível de se conhecer com a utilização de software de otimização a partir da técnica da Programação Linear. O software RLM® (Ração de Lucro Máximo) versão 3.2 foi eleito para o propósito.

Como a alimentação representa parcela significativa do custo da atividade de confinamento, monitoram-se os preços dos insumos alimentares para bovinos e após a sua atualização no software de formulação, este elege a dieta de mínimo custo, desde que o desempenho seja mantido constante por meio de restrições. A manutenção desses indicadores produtivos foi necessária para efeito de comparação e entendimento do comportamento de custos entre as propriedades representativas ao longo do tempo (entre os diferentes meses).

Com isso, foi possível testar os métodos propostos para cálculo de índices mencionados acima. O comparativo entre os métodos foi feito e discutido na dissertação de mestrado de Gustavo Sartorello, pesquisador do LAE/USP. Naquele trabalho o autor encontrou maior flexibilidade ao utilizar o Índice de Konüs. A vantagem do método proposto por Konüs foi por alterar os insumos e as quantidades quando os preços variaram entre os períodos analisados, o que não ocorreria com os outros métodos.

Para ilustrar como é realizado o cálculo neste estudo utilizar-se-á o comparativo entre os meses de junho e julho de 2018 da dieta que foi elaborada para propriedade representativa grande do estado de São Paulo (SPgde) que compõe o índice de custo de produção de bovinos confinados. O consumo de matéria seca pelos animais é de 10,4 quilos por dia e com desempenho de ganho de peso de 1,510 gramas por dia. A dieta deve conter, aproximadamente, 72,5% de Nutrientes  Digestíveis Totais (NDT) e 13,9% de Proteína Bruna (PB). Entre os meses de junho e julho as dietas utilizadas foram as seguintes:

custo de produção de bovinos confinados

Observa-se na Tabela acima que os ingredientes e as quantidades consumidas de cada ingrediente foram flexibilizados entre os meses comparados. O software de Programação Linear encontrou uma solução com menor custo por quilo de matéria seca e que atende a todas restrições que foram inclusas, isso ocorreu em função da atualização de preços no mês de julho.

Para exemplificar, o preço da polpa cítrica em julho aumentou 16%, no comparativo. Nesse mesmo período o milho reduziu 7,2%; enquanto que o sorgo grão reduziu, aproximadamente, 10,6%. Desta forma, o software não utilizou a polpa cítrica e o milho na nova formulação, além de alterar a quantidade de outros itens. De modo geral, o custo alimentar na nova dieta, referente ao mês de julho, reduziu 7,6%, aproximadamente.

Portanto, neste caso, a cesta de produtos – itens da alimentação – foi modificada no mês subsequente (julho) devido as alterações dos preços. A lógica pode até ser intuitiva, mas ao se considerar método científico para comparar os preços ao longo do tempo, algumas vezes não tem sido possível conhecer a cesta de produtos em tempo hábil – a cada novo mês. A importância deste avanço metodológico, neste indicador de custo de produção, tem se concretizado a cada mês. Assim, essa alteração só foi possível devido à utilização do Número Índice proposto por Konüs, conhecido como Índice Exato de Konüs.

Houve outros avanços na referida pesquisa de Gustavo Sartorello e que serão demonstrados oportunamente. A lista de referência do material utilizado encontra-se na dissertação daquele autor. Para a dissertação completa acesse a Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP e para o download gratuito da planilha de cálculo de custos acesse o site do LAE (clique aqui).

O custo da diária-boi, avaliado pelo Índice de Custo de Produção de Bovinos Confinados do LAE/USP, apresentou queda em julho de 2018! Clique aqui e confira!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Fórmula de cálculo do índice de custo de produção de bovinos confinados was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!