pecuária de corte na china

Pecuária de corte na China, perspectiva para 2019!

O Farmnews apresenta dados da pecuária de corte na China e perspectivas para o mercado de carne bovina no país em 2019.

O rebanho bovino da China deve cair em 2019. A expectativa do USDA é que o rebanho do país asiático caia de 96,85 milhões de cabeças em 2018 para 94,70 milhões em 2019.

Aliás, clique aqui e confira os dados de rebanho de bovinos dos maiores produtores mundiais de carne bovina!

O fato é que o crescimento sustentado da demanda de carne bovina na China levou a vários anos de preços altos no mercado pecuário chinês.

No entanto, devido à maneira como a pecuária de corte na China é estruturada, o rebanho tem enfrentado dificuldades de expansão e, com isso, atender a crescente demanda do país.

A pecuária de corte na China é composta basicamente de pequenas propriedades. Isso porque cerca de 93% dos bovinos abatidos por lá vem de fazendas com menos de 100 cabeças.

Essas pequenas fazendas enfrentam problemas como acesso a investimento, aumento dos custos e uma legislação ambiental cada vez mais rigorosa.

Embora as grandes fazendas de gado tenham crescido em número e tamanho, essas operações maiores investem, em maioria, nos sistemas de engorda e se tornam dependentes dos pequenos produtores de cria.

Esse gargalo na cadeia de fornecimento de gado é evidenciado pelo aumento do preço dos animais de reposição na China. Bom, nada muito diferente do Brasil, como temos apresentado no Farmnews (clique aqui).

E uma das alternativas para driblar a concorrência na reposição do rebanho é a importação de gado vivo. Com isso, o país asiático deve importar cerca de 150 mil cabeças em 2019, um aumento de 7,0% em relação a 2018.

Vale destacar que mais de 80% das exportações de gado vivo para a China tem origem na Austrália.

A produção de carne bovina da China em 2019 deve alcançar 7,40 milhões de toneladas, segundo estimativas do USDA, o que representa aumento próximo de 1,0% em relação a 2018.

Veja também como tem evoluído a produção de carne bovina na China nos últimos anos. Clique aquie acesse os dados.

O consumo total de carne bovina da China continuará aumentando em 2019, atingindo 8,7 milhões de toneladas. Este crescimento é impulsionado pela urbanização contínua e pelo aumento padrões de vida por lá. E o mais importante é que o crescimento da demanda continua a superar a oferta de carne bovina disponível e, com isso, impulsionando as importações do produto.

Nesse sentido, as importações de carne bovina devem atingir 1,6 milhão de toneladas em 2019, 20% de alta frente a 2018.

O Farmnews apresenta a evolução da importação de carne bovina brasileira pela China e Hong Kong entre os anos de 2015 a 2018. Clique aqui!

O consumo de carne bovina per capita da China continuará aumentando em 2019. No entanto, ainda está bem abaixo da média mundial de 8,6 kg. Clique aqui e confira como tem evoluído o consumo per capita de carne bovina na China.

E por falar em pecuária de corte na China, clique aqui e confira também os números da pecuária de corte no Brasil entre os anos de 2014 e 2019!

Adaptado do USDA.

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Pecuária de corte na China, perspectiva para 2019! was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!