Restaurantes da América Latina para ficar de olho em 2019!

O Foodnews destaca quais os restaurantes da América Latina para ficar de olho em 2019.

Cinco restaurantes, de estilos completamente diferentes, podem estar na lista do Latin America’s 50 Best Restaurants ano que vem. Em outubro, o Latin America’s 50 Best Restaurants revelou o restaurante Manu, de Curitiba, como o ganhador do prêmio Miele One To Watch 2018 (“Aquele para ficar de olho”). Para o ano que vem, há cinco restaurantes da América Latina que têm grandes chances de aparecerem nas próximas listas.

1. Ali Pacha – La Paz, Bolívia

O chef Sebastian Quiroga está criando agitação em La Paz com o restaurante Ali Pacha. Seu nome significa “o universo vegetal” na língua Aymara, dividindo sua naturalidade com a Bolívia, Peru e Chile. O restaurante oferece refeições requintadas e veganas exclusivas na capital boliviana. Com foco na sustentabilidade e com o objetivo de conscientizar os clientes sobre a cadeia alimentar, o cardápio é mantido em sigilo, mas inclui pratos como beterraba, milho e banana maracujá ou tumbo. Quiroga treinou no Gustu, o quarto melhor restaurante da Bolívia no Latin America’s 50 Best Restaurants 2017, e trabalhou na Relae em Copenhague. Ele decidiu se tornar vegano depois de assistir a um documentário chamado Earthlings em 2014, ainda na Dinamarca, e abriu Ali Pacha em 2016.

2. Glouton – Belo Horizonte, Brasil

Um dos chefs mais promissores do Brasil, Leo Paixão está na vanguarda do movimento New Cuisine de Minas Gerais. No Glouton (que significa “glutão”), ele usa seu treinamento culinário parisiense, combinando-o com técnicas e receitas tradicionais do estado de Minas Gerais. Isso se traduz em cozinha sofisticada com sabores a lenha em pratos como a papada com milsefeuille de mandioca ou as costeletas de boi com molho de milho branco e café. Como o nome do restaurante sugere, o Glouton possui muita carne com pratos pesados, mas Paixão está cada vez mais comprometido com a sustentabilidade e oferece pratos vegetarianos, incluindo pupunha à carbonara com banana defumada. Recentemente, ele abriu um gastrobar casual chamado Nicolau Bar da Esquina.

3. Mil – Cusco, Peru

Virgilio Martínez e Pía León, a equipe de marido e mulher por trás do melhor restaurante três vezes na América Latina, Central, literalmente mudaram a paisagem com seu novo restaurante, Mil. O projeto fica entre as ruínas agrícolas de Moray, perto de Cusco, Peru, e levou vários anos para ser construído, envolvendo a criação de um novo sistema de água para o local e o emprego de muitos moradores locais. Agora, o restaurante no cenário deslumbrante dos Andes, a 3.500 metros acima do nível do mar, está alimentando os clientes mais curiosos com raízes, ervas e flores do Vale Sagrado. Aberto no início de 2018, Mil também abriga a sede da Mater Iniciativa, o projeto de pesquisa por trás de Central, Mil e Kjolle, administrado pela irmã de Martínez, Malena. Em seguida, um restaurante no meio da selva peruana.

4. Salvo Patria – Bogotá, Colombia

Na crescente capital gastronômica da Colômbia, o Salvo Patria se destaca como uma das ofertas locais mais empolgantes. O projeto começou em 2011 quando Juan Manuel Ortiz retornou de Melbourne, Austrália, para abrir um restaurante em seu país de origem. O restaurante ganhou uma nova personalidade quando o chef Alejandro Gutiérrez se juntou às fileiras. Ortiz, obcecado pelo café, dirige a sala de jantar, bar e um programa dedicado ao café, enquanto Gutiérrez, que trabalha em Nova York e Lima, cozinha com foco na pesca responsável e na carne e legumes locais e sustentáveis. A partir do seu próprio jardim de vegetais e arredores, o menu do Salvo Patria inclui pratos como ceviche de tomate, salada de queijo de cabra e polvo grelhado. O cardápio do café influenciado por Melbourne serve alguns dos melhores cafés da Colômbia, com os filtros Chemex, V60 e Aeropress.

5. De Patio – Santiago, Chile

O chef Benjamin Nast retornou a Santiago depois de um longo período na Europa para abrir seu próprio restaurante, De Patio, com foco na culinária guiada por ingredientes. Com uma degustação diária e um menu à la carte, ele emprega técnicas aprendidas na França, Alemanha e Espanha – incluindo o altamente aclamado Dos Palillos em Barcelona – para criar pratos lindos e deliciosos. Os cursos incluem choco, com o peixe cru e cozido e maçã; Espargos, com beurre blanc e hortelã; e sanduíche com peixe frito, maionese picante, coentro e hortelã.

E por falar nos restaurantes da América Latina para ficar de olho em 2019, confira também quanto custa comer nos 10 melhores restaurantes da América Latina (clique aqui).

Siga o Foodnews, o canal de notícias da gastronomia!

Restaurantes da América Latina para ficar de olho em 2019! was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!