custo de produção de bovinos

Custo de produção de bovinos confinados no maior patamar do ano

Dados do LAE/USP destacam que o custo de produção de bovinos confinados atingiu o maior valor do ano na parcial de 2018!

Os custos da diária-boi (CDB) calculados na décima sexta edição do Índice de Custo de Produção de Bovinos Confinados (ICBC) foram de R$10,23, R$10,17 e R$8,50 para os confinamentos de São Paulo médio (CSPm), grande (CSPg) e de Goiás (CGO), nesta ordem, em setembro de 2018. Em setembro houve aumento no CDB para todas as propriedades representativas pesquisadas, confira a comparação na Tabela abaixo.

custo de produção de bovinos

O interessante é observar que o custo de produção de bovinos confinados em São Paulo acumula alta de quase 25,0% em 2018, até setembro.

A Figura a seguir ilustra o comportamento de custo de produção de bovinos confinados ao longo de 2018, segundo dados do LAE/USP.

 

custo de produção de bovinos

Fonte: Dados do LAE/USP (adaptado por Farmnews)

 

Houve aumento de preços dos principais insumos alimentares para o estado de São Paulo, como milho grão de 9,92%, o sorgo grão de 23,72% e o farelo de algodão de 3,57%. Apesar do preço da polpa cítrica peletizada ter reduzido 8,62%, os custos da alimentação para as propriedades representativas de São Paulo aumentaram.

O monitoramento de preços dos itens alimentares em Goiás revelou que, de forma geral, os preços permaneceram estáveis. O comportamento dos custos alimentares refletiu na formação do ICBC Mensal, que registrou alta para as propriedades de São Paulo pelo segundo mês consecutivo; em Goiás houve estabilização do índice, quando comparados os meses de agosto e setembro de 2018.

As taxas de juros de mercado Selic e Taxa de Juros de Longo Prazo (TLP) apesentaram redução nos últimos dois meses e neste monitoramento foram de 6,73% ao ano (a.a.) e 6,76% a.a., respectivamente. Os valores reduzidos dessas taxas contribuíram para custos operacionais mais amenos.

Por outro lado, os preços do boi magro (de doze arrobas, aproximadamente) têm aumentado. No estado de São Paulo os preços médios do quilo do boi magro em setembro foram de R$5,34; enquanto que o preço em Goiás foi de R$5,22, para o mesmo período. Em Goiás esse valor foi o maior já registrado desde o início deste projeto, maio de 2017. O aumento de 1% nos custos de aquisição de animais para reposição pode impactar em até 0,70% no custo total do confinamento.

O fato é que o monitoramento dos custos de produção é tão importante quanto à dos preços recebidos por arroba, somente diante de tal controle gerencial que o confinador pode conhecer as margens de lucro de sua atividade produtiva. Portanto, caso você queira calcular os custos do seu sistema de produção faça o download da planilha, clicando aqui!

E mudando o assunto, você sabe, de fato, quais os melhores meses para vender boi gordo em termos de preços? Clique aqui e descubra!

Para acessar o estudo do LAE na íntegra, clique aqui!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Custo de produção de bovinos confinados no maior patamar do ano was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!