mercado do milho

Análise do mercado do milho em maio de 2020

O Farmnews apresenta análise do Cepea referente ao mercado do milho em maio de 2020.

Os preços de milho apresentaram comportamentos distintos em maio. No início do mês, as cotações foram impulsionadas pelas incertezas quanto ao desenvolvimento das lavouras de segunda safra, em função da irregularidade das chuvas nas principais regiões produtoras. Esse ambiente de preocupações no campo refletiu em menor interesse de negociação por parte do produtor.

Além disso, compradores relataram a necessidade de recompor estoques no curto prazo. O movimento de alta nos preços perdeu força na segunda
quinzena de maio. O mês se encerrou com algumas regiões iniciando a colheita do milho segunda safra e, assim, compradores pressionaram as cotações e postergaram a negociação de grandes lotes.

E por falar em estoque, os dados de maio de 2020 do USDA mostram expectativa de aumento do estoque mundial de milho para a safra 2020/21. Clique aqui e saiba mais do assunto!

A Figura a seguir apresenta a variação acumulada dos preços do milho, segundo indicador Cepea, entre janeiro e maio de 2020.

Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

Outro fator de pressão sobre os valores na segunda quinzena do mês foi a queda nas intenções de compra nos portos, pois, até meados de maio, alguns chegaram a sinalizar R$51,00 por saca e, nos últimos dias do mês, passou para R$45,00 por saca. A queda do dólar frente ao Real influenciou este cenário. A moeda norte-americana caiu 2% no acumulado do mês, fechando a R$5,34. Neste ambiente, produtores devem priorizar a negociação de novos lotes no mercado interno.

Apesar dessas oscilações, as cotações acumularam alta em maio, com ganho de 3,8% frente ao encerramento de abril.

Na média das regiões acompanhadas pelo Cepea, os preços subiram 2,5% para as negociações entre empresas (mercado disponível) e 3,6% para os valores pagos ao produtor (balcão). Na região consumidora de Campinas (SP), o indicador Cepea registrou alta de 3,8% em maio, fechando o mês a R$50,19 por saca. Porém, a média do mês foi de R$50,12 por saca, queda de 5,3% na comparação com a de abril.

As commodities agrícolas acompanhadas pelo Farmnews acumularam alta em maio de 2020. Isso porque a soja e o milho, ambos acumularam valorização de 3,8% no mês, enquanto o boi gordo e o bezerro, de 3,0% e 0,7%, respectivamente. Clique aqui e saiba mais!

O ritmo de negócios para exportação permaneceu lento em maio, visto que a prioridade foi o embarque de soja. De acordo com dados da Secex, foram
exportadas apenas 24,9 mil toneladas de milho em maio, contra 957,6 mil toneladas há um ano.

E além do mercado do milho, o Farmnews apresenta análise do Cepea referente ao mercado do boi gordo em maio de 2020. Clique aqui e confira!

Adaptado do Cepea

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Análise do mercado do milho em maio de 2020 was last modified: by