Mercado

Biocarvão é alternativa para aumentar matéria orgânica do solo

A aplicação de biocarvão (biochar) pode ser uma boa opção para aumentar a quantidade de matéria orgânica em solos agrícolas.

A aposta é feita pelos participantes do XII Encontro Brasileiro de Substâncias Húmicas e Matéria Orgânica Natural, realizado na Embrapa Agrossilvipastoril, em Sinop (MT).

O evento reuniu pesquisadores do Brasil e do exterior que discutiram o que há de mais recente na ciência sobre os benefícios da matéria orgânica para a fertilidade de solos tropicais.

Com o uso intensivo do solo pela atividade agropecuária, a quantidade de matéria orgânica de decomposição lenta vem reduzindo. Parte dessa demanda é suprida pela palhada presente em sistemas conservacionistas, como a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF).

O Farmnews destaca pesquisa da Embrapa que revela ser a capacidade de armazenar carbono da ILPF similar à mata nativa. Clique aqui e saiba mais!

Entretanto, pesquisadores buscam novas alternativas para recompor a matéria orgânica. O biocarvão feito a partir da pirólise (queima controlada sem presença de oxigênio) de restos vegetais tem se mostrado uma boa alternativa.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

“Claro que o plantio direto com rotação de culturas já é uma realidade em muitas regiões do Brasil. E isso tem se mostrado uma estratégia com resultados positivos. O biocarvão é uma estratégia promissora. Porém, ainda tem que se investigar muito os efeitos a longo prazo dessa aplicação e os volumes a serem usados. Inclusive, o tipo de solo e de clima, pois isso é muito importante para a dinâmica do biocarvão”, afirma a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Déborah Dick.

O pesquisador da Embrapa Solos Etelvino Novotny também vê com cautela o uso imediato do biocarvão. Para ele, nos últimos dez anos, quando começaram as pesquisas com o produto no Brasil, houve uma grande evolução e os resultados são promissores. Porém, ainda é preciso estudar melhor os efeitos da aplicação do produto no ambiente.

A definição de doses a serem utilizadas também é outro ponto que precisa ser melhor definido.

As pesquisas têm sido feitas com dosagens altas de biocarvão, como 10 a 15 toneladas por hectare. Essas quantias inviabilizam o uso em larga escala.

Entretanto, é possível pensar em usos agregados a outros materiais, ou na potencialização das características do biochar.

Adaptado de Gabriel Faria, da Embrapa

O Farmnews é o canal de notícias da Farmlogics!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo