Mercado

Evolução diária do preço do milho em 2022, até a parcial de maio

O Farmnews apresenta a evolução diária do preço do milho ao longo de 2022, até a parcial de maio.

O fato é que no início de maio (dia 6) o preço do milho (Cepea) atingiu o menor valor no ano, pelo menos até aquele momento, cotado a R$86,6 por saca e queda de 5,8% no ano. Vale lembrar que a saca de milho iniciou 2022 cotada a R$92,0. A queda no preço tem sido atribuída ao menor ritmo de compra, com os compradores em maioria fora das negociações e, por outro lado, com produtores com maior intenção de venda, principalmente daqueles com necessidade de fazer caixa.

A Figura a seguir ilustra a evolução do preço do milho em 2022, em Reais por saca (Cepea), até a parcial do dia 6.

Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

A evolução diária do preço do milho ilustra o movimento de queda após o pico observado em março de 2022.

Pois é, após alcançar o maior valor nominal histórico, de R$103,9 por saca no dia 14 de março, o preço do milho acumulou queda de 16,6%, cotado a R$86,6 por saca no dia 6 de maio.

O preço médio nominal de abril de 2022 foi de R$88,8 por saca, valor 11,0% menor que o praticado em março de 2022 (R$99,7). E o valor parcial de maio, até o dia 6, tem média de R$87,2 por saca, valor quase 2,0% mais baixo que o apurado no mês anterior.

Apesar da queda no mercado físico, o preço futuro do milho, pelo menos para o contrato com vencimento em setembro de 2022 (CCMU22) foi cotado a R$94,5 por saca no dia 9 de maio, valor acima do patamar observado no mesmo dia pelo Cepea. É importante lembrar que o valor médio nominal de setembro de 2021 foi de R$92,5 por saca.

Até a parcial de maio, o preço da soja em 2022 segue acima dos valores praticados no mesmo período de 2021. Clique aqui e saiba mais!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Evolução diária do preço do milho em 2022, até a parcial de maio was last modified: by

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: