febre suína

Vamos atualizar os dados da febre suína na China!

Nos primeiros meses de 2019 muito foi comentado sobre a importância, riscos e consequências do surto de febre suína na China.

Pois é, e passado alguns meses, o que aconteceu de novo e qual o status dos efeitos da crise de produção de suínos na China, maior produtor mundial?

O fato é que a crise de produção de suínos na China vem desde meados de 2018, mas, apenas no início de 2019 os efeitos na produção no país asiático se tornaram mais evidentes. Aliás, clique aqui e confira os efeitos da queda de produção de carne suína na China para o Brasil.

Passado o temor das consequências negativas no mercado de carnes, o tema da febre suína na China já tem pouca relevância nas manchetes dos jornais mundo afora.

Pois é, ainda que o mercado ainda especule os efeitos futuros da queda de produção de carne bovina em termos de preços dos produtos, em julho, apenas poucos novos casos da doença foram reportados na China.

Vale lembrar que a China passou a adotar rígidos controles de segurança para evitar que a febre suína se espalhasse ainda mais pelo país e também nos países vizinhos.

O fato é que dados do USDA indicam que o rebanho de matrizes suínas na China caíram 8,9% em julho, passando de 30,5 milhões de animais para 27,8 milhões.

Clique aqui e confira a expectativa de produção de carne suína nos principais países produtores!

Na parcial de 2019 o USDA reduziu a estimativa de produção de carne suína na China em 10,3%, caindo de 54,04 milhões de toneladas em 2018 para 48,50 milhões de toneladas em 2019.

Como consequência dessa queda na produção, o embarque de proteína de origem animal do Brasil para o país cresceu em 2019. Clique aqui!

É importante lembrar também que o surto de febre suína não é um problema que acontece apenas na China. Isso porque no Vietnã por exemplo, cerca de 4 milhões de suínos de um rebanho total de cerca de 26 milhões de cabeças foram abatidos apenas em 2019. E casos acontecem também em Myanmar, Cambodja e Lao.

E aqui vale destacar que embora os casos de febre suína estejam aparentemente controlados na China, os efeitos negativos causados em 2019 ainda devem se refletir anos à frente.

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Vamos atualizar os dados da febre suína na China! was last modified: by

Zootecnista, editor do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!