Mercado

Preço futuro do boi gordo acumula maior sequência de alta no ano

O preço futuro do boi gordo mantém o ritmo de alta nos primeiros dias de setembro e descola, para cima, do físico.

O cenário que projeta uma expectativa futura melhor que a realidade ganhou força em setembro (clique aqui), contribuindo para melhorar o ânimo do pecuarista após um mês de agosto de forte queda (clique aqui).

O fato é que o mercado futuro do boi gordo subiu em todos os dias de setembro, até o dia 6, acumulando alta de 11,0% para o vencimento em outubro de 2023 (BGIV23) e alcançando o maior patamar desde o início de agosto (Figura).

O Farmnews atualiza, diariamente, os dados dos preços para os vencimentos em aberto, ente setembro de 2023 e maio de 2024. Clique aqui e confira!

A referência do mercado futuro, no físico, o Cepea, acumulou queda de 18,1%, comparando os últimos dias de julho e agosto de 2023. Lembrando que o preço da arroba boi gordo encerrou julho cotado a R$243,9 e no último dia útil de agosto o valor foi de R$199,3. No ano a queda, até a parcial de setembro (6) foi de 30,2%, com o boi gordo no valor de R$200,4 por arroba.

A Figura ilustra a evolução do preço do boi gordo no mercado futuro (B3), contrato para vencimento em outubro de 2023 (BGIV23), em Reais por arroba.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp
preço futuro do boi
Fonte: Dados da B3 (adaptado por Farmnews)

O preço futuro do boi gordo para outubro de 2023, de R$220,1 por arroba no dia 6 de setembro, acumulou ganho de 11,0% desde o final de agosto (31), quando foi cotado a R$198,3 por arroba.

A alta observada no início de setembro foi a maior sequência de valorização e ameniza as perdas acumuladas para o contrato (BGIV23) ao longo do ano. Em 2023, o vencimento acumula perda de 27,9%, já que encerrou 2022 cotado a R$305,0 por arroba.

Vale lembrar que o preço futuro do boi gordo para vencimento em outubro apenas não acumulou queda em 2023 no mês de junho, quando subiu 8,1%. Os demais meses foram de queda (clique aqui). No entanto, na parcial de setembro (6), o preço esperado do boi gordo acumulou ganho de 11,0%.

Os dados do IBGE confirmaram, em setembro, o aumento do abate de vacas no 2º trimestre de 2023 (clique aqui), comum a fase do ciclo pecuário de longo prazo no País. A maior produção de carne bovina como consequência do maior abate não tem sido acompanhada da alta no consumo doméstico.

O lado positivo do consumo fica com a exportação, já que os embarques de carne bovina do brasil seguem nos patamares recordes (clique aqui), embora o preço do produto brasileiro no mercado internacional siga em queda.

O Farmnews atualizou os dados do preço em dólares do boi gordo, bezerro, milho e soja nos meses de agosto, entre os anos de 2018 e 2023. Clique aqui e confira!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo