abae-semesral-20-2

Dados do abate semestral de bovinos no Brasil, de 2010 a 2020

O Farmnews apresenta a evolução dos dados do abate semestral de bovinos no Brasil de 2010 a 2020.

Afinal, como evoluiu o abate semestral de bovinos no Brasil em mais de uma década, de 2010 a 2020?

Pois é, o ritmo de abate de bovinos no 2° trimestre de 2020, seguiu em queda e alcançou o menor valor para o período em 10 anos. Clique aqui e confira os dados! E para facilitar a análise da queda do rimo de abate de bovinos, vamos consolidar os dados na primeira metade de cada ano, de 2010 a 2020.

A Figura a seguir ilustra a evolução trimestral do abate de bovinos no Brasil entre 2010 e a parcial de 2020, em milhões de cabeças, segundo dados do IBGE.

Fone: Dados do IBGE (adapado por Farmnews)

Os dados do abate semestral de bovinos do Brasil em 2020 mostram que, após 2 anos consecutivos de alta, o valor caiu forte, inclusive para o menor nível desde 2011.

No acumulado dos primeiros 6 meses de 2020 o abate somou 14,57 milhões de cabeças, queda de 8,2%, uma vez que no mesmo período de 2019 o abate foi de 15,87 milhões de cabeças. Ao longo da serie, desde 2010 o abate variou de uma máxima de 16,91 milhões de cabeças em 2014 e a mínima de 14,17 milhões de cabeças em 2011.

E como o Farmnews destacou no artigo anterior (clique aqui), o menor número de animais abatidos em 2020, somado ao patamar recorde das exportações de carne bovina do Brasil, explica o movimento de alta do boi gordo que, tem renovado as máximas históricas de modo frequente ao longo do ano.

Aliás, o momento favorável de preços, especialmente da reposição, com os valores do bezerro alcançando patamares recorde e muito superior ao do boi gordo (clique aqui), a atividade de cria e estimulada e, com isso, a taxa de abate de vacas em relação ao total de bovinos abatidos no Brasil caiu sensivelmente em 2020. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Dados do abate semestral de bovinos no Brasil, de 2010 a 2020 was last modified: by