Mercado

Ágio do bezerro em 2021 fica acima de 40%: confira dados de 20 anos

O ágio do bezerro em relação ao boi gordo, na média de 2021, foi o maior da história, superando o recorde anterior de 2015.

Vale ressaltar que apenas nos anos de 2021 e 2015 o ágio do bezerro ficou acima de 40,0% (Figura). Lembrando que em outubro de 2021 o ágio foi de 54,6%, o maior já observado para um mês. Isso porque naquele mês, além do preço firme do bezerro, o valor da arroba do boi gordo apresentou a maior queda mensal em 15 anos devido a suspensão das importações de carne bovina brasileira pela China.

O ágio da arroba do bezerro em relação a arroba do boi gordo dispara em outubro de 2021 e alcança o maior valor ao longo de série iniciada em 2000. Clique aqui e confira!

O maior ágio da arroba do bezerro em relação a arroba do boi gordo é uma tendência que pode ser observada ao longo dos últimos anos (Figura), apesar das oscilações, tanto para baixo como para cima, conforme a fase do ciclo pecuário de longo prazo. E por falar em ciclo pecuário, o preço corrigido do bezerro acumulou em 2021 o terceiro ano consecutivo de alta.

O preço corrigido do bezerro em 2021 ficou próximo da média de R$3,0 mil por cabeça e acumulou 3 anos consecutivos de alta. Clique aqui e confira os dados em pouco mais de 20 anos de história!

A Figura a seguir ilustra a evolução anual do ágio médio do preço da arroba do bezerro (Cepea, Mato Grosso do Sul) em relação a arroba do boi gordo (Cepea) entre 2000 e 2021.

ágio do bezerro
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O ágio do bezerro em relação ao boi gordo em 2021 renovou a máxima, com média de 42,6% e o segundo ano consecutivo de alta.

Além do recorde em 2021, o ágio observado em 2020 e 2021 ficou muito acima do observado nos anos anteriores (Figura), com exceção a 2015. Essa valorização do ágio, fruto da alta no preço do bezerro frente ao boi gordo tem estimulado a atividade de cria e, claro, refletido na menor oferta de vacas para o abate.

Vale ressaltar que a taxa de abate de vacas em 2021 foi a menor da história, o que revela a força do movimento de retenção de fêmeas para reprodução. Como exemplo, a taxa de abate de vacas em relação ao total de bovinos abatidos no 3° trimestre de 2021 foi a menor para o período. Clique aqui e confira!

E por falar no mercado de reposição, o preço do bezerro acumula queda nos primeiros dias de 2022, mas segue muito acima do valor que iniciou 2021. Clique aqui e saiba mais!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ágio do bezerro em 2021 fica acima de 40%: confira dados de 20 anos was last modified: by

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: