Mercado

Dados do progresso da semeadura de soja no Brasil em novembro

O Farmnews apresenta os dados da semeadura de soja nos principais estados produtores na parcial de novembro de 2023.

Pois é, a Conab atualizou os dados que mostram o avanço do plantio de soja no Brasil (Figura) que, seguem atrasados devido aos efeitos adversos do clima, embora tenha apresentado recuperação em relação à semana anterior (Tabela).

A Tabela apresenta os dados do progresso da safra de soja 2023/24, mostrando a evolução da semeadura em 2022 e 2023, no acumulado até novembro, segundo dados da Conab.

semeadura de soja

Os dados gerais (média dos 12 principais estados produtores) mostram que a semeadura alcançou 65,4% da safra em 2023, enquanto em 2022, no mesmo período, o valor foi de 75,9%, como revelam os dados da Figura abaixo.

A semeadura de soja segue mais atrasada frente a 2022 nos estados de Minas Gerais, Piauí, Maranhão e Goiás, como revelam os dados da Tabela acima.

Vale lembrar que na parcial de novembro, a soja foi o destaque de valorização entre as commodiites agrícolas acompanhadas pelo Farmnews. Clique aqui e confira a variação do preço do boi gordo, bezerro, milho e soja ao longo de 2023.

A Figura destaca os dados da evolução da semeadura de soja no acumulado até novembro de 2022 (até o dia 19) e novembro de 2023 (até o dia 18), segundo dados da Conab.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp
Fonte: Dados da Conab (adaptado por Farmnews)

O atraso no plantio de soja em 2023 tem aumentado a incerteza quanto a manutenção dos dados de produção do grão no País, o que pode pressionar as cotações no próximo ano.

E por falar em produção, o Farmnews atualizou os dados de produção e estoque mundial de soja para a safra 2023/24 em novembro de 2023. Clique aqui e confira os dados!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo