Mercado

Preço do milho no físico e futuro renova mínima em agosto

O preço do milho segue em queda e em agosto voltou a renovar a mínima de 2023, além do menor valor desde julho de 2020.

No mercado físico o preço do milho (Cepea) na parcial de agosto de 2023, média até o dia 11, foi de R$53,1 por saca, o menor valor nominal do ano e o patamar mais baixo desde julho de 2020, como ilustra a Figura abaixo. Em relação ao valor nominal de agosto de 2022 (R$82,5) a queda foi de 35,6%.

O preço futuro do milho, contrato de setembro de 2023 (CCMU23) também foi cotado na mínima para o vencimento. Os contratos com vencimento em 2024, embora não tenham renovado a mínima dos vencimentos, segue em queda em agosto. E por falar no mercado futuro do milho, clique aqui e confira a evolução dos dados para os contratos de maior liquidez

A Figura apresenta os dados do preço médio nominal do milho (Cepea), em Reais por saca, entre janeiro de 2020 e a parcial de agosto de 2023 (média até o dia 11).

preço do milho
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O preço do milho segue pressionado em 2023 e a cotação do grão caiu, em agosto, para o menor valor em 3 anos.

Vale destacar que o USDA atualizou, em agosto, a expectativa de produção e estoque mundial de milho para a safra 2023/24. E apesar da queda na previsão de produção e estoque frente a perspectiva divulgado em julho, é esperado que o estoque mundial de milho suba para frente as safras anteriores e em 2023/24 alcance 311,05 milhões de toneladas.

Esse cenário de uma maior oferta e a recuperação do estoque mundial segue pressionando a cotação do grão no Brasil que, alcançou o menor valor nominal para um mês de agosto desde 2020, como destaca a segunda Figura abaixo.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

A Figura ilustra a evolução do preço nominal do milho (Cepea), em Reais por saca, dentro de cada ano, entre 2020 e a parcial de 2023.

preço do milho
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O milho segue como a commodity agrícola acompanhada pelo Farmnews com a maior queda de preço no ano. Isso porque entre o final de 2022 e a parcial de agosto (11), o preço do milho (Cepea) acumulou perda de 38,6%, muito maior que a queda do boi gordo, por exemplo, que no mesmo período caiu 19,8%.

Essa maior queda no preço do grão frente ao animal pronto para o abate tem melhorado o poder de compra do pecuarista no ano. Isso porque o indicador que mede a relação de sacas de milho por arroba de boi gordo na parcial de agosto de 2023 segue nos maiores patamares dos últimos anos. Clique aqui e saiba mais!

Apesar da queda ao longo de 2023, o preço da soja no Brasil subiu em julho, a única commodity entre aquelas acompanhadas pelo Farmnews com valorização dentro do mês. Clique aqui e confira!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo