Mercado

Taxa de abate de vacas sobe no 1º trimestre e fica acima de 30% após 3 anos

A taxa de abate de vacas no 1º trimestre de 2023 voltou a ficar acima de 30,0% após 3 anos.

Isso porque nos 3 primeiros meses de 2023 a participação de vacas no total de bovinos abatidos no País foi de 32,4%, voltando a ficar acima de 30,0%, o que não era observado desde 2020 e também no maior valor para o período desde 2019, quando no 1º trimestre daquele ano a taxa de abate de vacas em relação ao total de bovinos abatidos foi de 34,1%, como mostram os dados da primeira Figura.

O abate de vacas no Brasil no 1º trimestre de 2023, de 2,38 milhões de cabeças, foi o maior para o período desde 2019. Clique aqui e confira os dados do abate total e de vacas no 1º trimestre entre 2014 e 2023!

A Figura a seguir apresenta os dados da participação das vacas no abate oficial de bovinos no Brasil (IBGE) nos 1º trimestres, entre 2014 e 2023.

taxa de abate de vacas
Fonte: Dados do IBGE (adaptado por Farmnews)

A taxa de abate de vacas no 1º trimestre de 2023 de 32,4% foi a maior para o período desde 2019, mas ficou pouco abaixo da média dos últimos 10 anos, de 32,7%.

E para entender melhor o ciclo pecuário de longo prazo e o aumento da oferta de fêmeas para abate, destacamos a relação entre o preço do bezerro e o ritmo de abate de vacas ao longo do 1º trimestre pode ser visualizada na Figura a seguir.

A Figura abaixo ilustra a evolução da variação do preço do bezerro (Cepea, Mato Grosso do Sul) e do abate de vacas (IBGE), no 1º trimestre de cada ano, entre 2014 e 2023.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp
taxa de abate de vacas
Fonte: Dados do IBGE e Cepea (adaptado por Farmnews)

Veja que nos anos em que o preço do bezerro cai (coluna em azul), o abate de vacas sobe. O importante é acompanhar o preço do bezerro ao longo da segunda metade de 2023 e 2024. A expectativa é de preços mais estáveis da reposição a partir da segunda metade do ano e a gradativa recuperação das margens da atividade de cria, o que tende a contribuir com a diminuição da intenção de venda de fêmeas,

E por falar no preço da reposição, clique aqui e confira a evolução do preço corrigido do bezerro desde 2010.

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo