Mercado

Ágio do bezerro supera 40% na parcial de setembro após 2 anos

O ágio do bezerro em relação ao boi gordo subiu pelo quarto mês consecutivo na parcial de setembro de 2023 e alcança maior patamar desde outubro de 2021.

Isso porque com o preço do boi gordo em queda, inclusive renovando a mínima do ano em setembro e o preço da categoria de reposição caindo menos, a diferença de preço entre a arroba do bezerro e a do macho pronto para o abate subiu pelo quarto mês consecutivo e alcançou o maior patamar desde outubro de 2021. Aliás, o ágio da arroba do bezerro em relação a arroba do boi gordo novamente superou o patamar de 40,0%, como ilustram os dados da primeira Figura.

O Farmnews atualizou os dados do preço do boi gordo, valores médios nominais, nos meses de setembro, nos últimos 10 anos. Clique aqui e confira!

A Figura a seguir apresenta a evolução mensal do ágio do preço da arroba do bezerro (Cepea, Mato Grosso do Sul) em relação ao preço da arroba do boi gordo (Cepea) entre janeiro de 2020 e a parcial de setembro de 2023 (média até o dia 8).

ágio do bezerro
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O ágio da arroba do bezerro em relação a arroba do boi gordo na parcial de setembro de 2023 foi de 43,9%, o maior patamar desde outubro de 2021.

Vale lembrar que foi a primeira vez desde outubro de 2021 que o ágio do bezerro ficou acima de 40,0%, o que mostra um cenário menos favorável para a reposição do rebanho considerando o preço do boi gordo atual. Claro que a estratégia de reposição nesse momento, a partir de valores de venda do animal pronto para o abate em melhores patamares de preço é, sem dúvida, uma boa escolha.

A queda no preço do boi gordo acontece em uma fase marcada pela maior oferta de animais para o abate e uma demanda por carne bovina doméstica enfraquecida, apesar do embarque de carne bovina brasileira para o mercado internacional seguir próximo do recorde de 2022 no acumulado do ano até agosto (clique aqui).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Como temos comentado, apesar da forte queda no ano, a expectativa para os meses finais de 2023 é de uma recuperação, ainda que comedida, dos preços do mercado pecuário. O mercado futuro do boi gordo no início de setembro já mostra uma perspectiva mais otimista de valores frente aos patamares atuais.

E por falar no assunto, o preço futuro do boi gordo, apesar da queda após 4 altas consecutivas, encerra semana com valorização frente ao final de agosto. Clique aqui e saiba mais!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo