COVID-19

Preço do boi gordo segue 30% acima de 2019 apesar da COVID-19

O preço do boi gordo segue com valor médio cerca de 30% acima do praticado no mesmo período de 2019, mesmo com incertezas do COVID-19.

Apesar da forte oscilação no preço do boi gordo ao longo de março de 2020, o valor médio mensal, até a parcial do dia 27, segue cerca de 30% acima do praticado no mesmo período de 2019, em valor nominal.

O fato é que apesar das incertezas relacionadas ao COVID-19 no País frente aos efeitos no consumo tanto no mercado interno como externo, o preço do boi gordo segue em ritmo de alta e quebrando recorde.

E antes de falar de preço do boi gordo, há algo de grande valor que deve ser lembrado nesse momento, a importância do agronegócio para a segurança alimentar da humanidade.

E voltando ao assunto relacionado a preço, os efeitos do coronavírus no mercado pecuário dos Estados Unidos tem sido mais negativos que no Brasil até o momento. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Na parcial de março de 2020 o indicador Cepea do boi gordo foi de, em média, R$200,1 por arroba (até dia 27), o que representa alta de 30,9% em relação ao valor médio nominal de março de 2019 (R$152,9 por arroba).

A Figura a seguir ilustra a evolução mensal do preço médio do boi gordo, em valor nominal, segundo dados do indicador Cepea, entre janeiro de 2017 e março de 2020.

COVID-19
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

Embora o mês de março de 2020 ainda não esteja finalizado, foi a terceira vez na história que o indicador ficou acima de R$200,0 em termos médios médios mensais, claro, desconsiderando a inflação (valores nominais).

Vale lembrar que apesar de um período turbulento, com forte oscilação do mercado pecuário, o preço futuro do boi gordo volta a operar em alta no final de março. Clique aqui e confira!

Siga o Farmnews, o canal de notícias do agronegócio!

Preço do boi gordo segue 30% acima de 2019 apesar da COVID-19 was last modified: by