Mercado

Evolução diária do preço do milho, de 2020 a parcial de junho de 2022

O Farmnews destaca para a evolução diária do preço do milho entre 2020 e a parcial de junho de 2022.

É importante destacar que no início de junho de 2022 o preço do milho alcançou o menor valor diário desde novembro de 2021 (Figura). Isso porque no dia 6 de junho o preço do grão (Cepea) foi cotado a R$84,8 por saca, acumulando queda de 7,8% no ano e o menor valor desde o dia 31 novembro de 2021 (R$84,5 por saca).

A Figura a seguir ilustra a evolução nominal diária do preço do grão (Cepea), em Reais por saca, entre o início de 2020 e a parcial de junho de 2022.

evolução diária do preço do milho

A evolução diária do preço do milho em 2022 mostra forte queda desde o pico observado em março, quando a saca alcançou o valor nominal histórico de R$103,9 por saca.

O fato é que desde a máxima no dia 14 de março, de R$103,9 por saca, o preço do milho acumulou queda de 18,4% até o dia 6 de junho.

O valor médio mensal de maio de R$87,36 por saca foi o menor valor desde novembro de 2021, em valor nominal e o segundo mês consecutivo de queda. Na parcial de junho, o valor médio foi de R$85,30 por saca e embora seja uma referência de poucos dias, representa uma queda de 7,2% frente ao valor nominal observado em junho de 2021 (R$92,2 por saca).

E ao contrário do milho, a soja segue acumulando valorização no ano. Aliás, entre as commodities agrícolas acompanhadas pelo Farmnews, apenas a soja (Cepea) segue com ganhos na parcial de 2022. O preço das commodities agrícolas acompanhadas pelo Farmnews acumularam queda até maio de 2022, com exceção da soja. Clique aqui e confira!

O Farmnews atualiza dos dados dos maiores produtores mundiais de milho entre 2017/18 e a expectativa para 2022/23. Clique aqui e saiba mais!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Evolução diária do preço do milho, de 2020 a parcial de junho de 2022 was last modified: by

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: