Mercado

Exportação mundial de carne bovina, dados revisados para 2023

A exportação mundial de carne bovina foi revisada pelo USDA em julho de 2023 e os dados mostram alta frente a estimativa anterior.

Assim como aconteceu para os dados do consumo mundial e a produção mundial de carne bovina, o USDA revisou, para cima, os dados de exportação de carne bovina como revelam os dados da Tabela abaixo.

A Tabela apresenta os dados da exportação mundial de carne bovina e por país exportador, em milhões de toneladas em equivalente carcaça, entre 2019 e a expectativa para 2023, segundo dados do USDA de julho de 2023.

exportação mundial de carne bovina

A exportação mundial de carne bovina para 2023, caso confirmada a expectativa de julho, alcançara novo recorde histórico, somando um total de 12,12 milhões de toneladas em equivalente carcaça.

O Brasil, maior exportador mundial também teve sua estimativa de vendas revisada para cima em julho (Tabela), com projeção de alcançar 3,05 milhões de toneladas em equivalente carcaça, ganho de 1,26% frente a revisão de abril. O interessante é observar que todos os principais países exportadores de carne bovina apresentaram alta na estimativa de julho frente a de abril.

Aliás, a exportação de carne bovina do Brasil foi recorde para um mês de junho, em 2023. O Farmnews apresentou os dados de exportação de carne bovina do Brasil nos meses de junho, entre os anos de 2016 e 2023. Clique aqui e confira!

A China, maior importador mundial deve comprar o equivalente a 3,50 milhões de toneladas em equivalente carcaça no ano de 2023, estimativa sem alteração frente a abril e também estável comparado a 2022.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

E por falar em China, o Farmnews apresenta os dados de compra dos principais países importadores de carne bovina do Brasil no 1° semestre de 2023. Clique aqui e confira os números!

Entre os países asiáticos, o destaque de alta fica para o Japão e Coreia do Sul, uma vez que ambos apresentaram alta na expectativa de compra frente a abril, de 2,96% e 1,68%, respectivamente. Lembrando que o Japão e a Coreia do Sul são o terceiro e quarto maiores importadores mundiais de carne bovina, atrás dos EUA.

Os EUA, aliás, também tiveram revisão positiva em julho, com expectativa de importar 1,60 milhões de toneladas em equivalente carcaça que, caso confirmado, será novo recorde de compras para o país. O lado negativo ficou para a UE que apresentou revisão negativa de quase 5,0% em julho, muito devido ao conflito entre Rússia e Ucrânia.

Vale ressaltar que o mês de julho, em especial os últimos dias do mês, tem sido marcado pela forte queda no preço do boi gordo, principalmente no mercado futuro. Clique aqui e saiba mais!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo