Mercado

Mercado futuro do boi gordo, milho e soja nos primeiros dias de 2024

O Farmnews destaca o comportamento de preço no mercado futuro do boi gordo, milho e soja nas primeiras duas semanas de 2024.

O fato é que enquanto o mercado futuro do boi apresentou pouca oscilação nos primeiros dias de 2024, o preço futuro do milho e da soja acumularam fortes perdas (Figura).

Aliás, o preço futuro do milho para vencimento em março de 2024 (CCMH24) acumulou queda de 8,8% entre o final de 2023 e o dia 12 de janeiro, perda maior que a soja nas duas primeiras semanas de 2024 (Figura).

Vale destacar que no mercado físico a soja foi a que apresentou a maior queda na parcial de janeiro. E por falar no assunto, o Farmnews atualizou os dados da variação do preço do boi gordo, bezerro, milho e soja nas duas primeiras semanas de 2024. Clique aqui e confira!

A Figura ilustra a variação acumulada do preço futuro do boi gordo (BGIK24), do milho (CCMH24) e da soja (SJCK24), ao longo dos primeiros dias de 2024, até o dia 12.

mercado futuro do boi gordo
Fonte: Dados da B3 (adaptado por Farmnews)

O mercado futuro do boi gordo ficou praticamente estável nas duas primeiras semanas de 2024, a exemplo da referência de preço no mercado físico.

O Farmnews inclusive destacou que em um período do ano de férias, prevalecendo uma menor procura pela carne bovina no varejo, a manutenção dos preços estáveis nesses primeiros dias de 2024 é positivo. Isso porque a pressão de queda que tradicionalmente acontece no início do ano foi, até o momento, pouco efetiva. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

O preço médio do boi gordo na parcial de janeiro de 2024 alcançou, inclusive, o patamar nominal mais alto desde maio de 2023 (clique aqui).

Por outro lado, o preço futuro do milho e da soja apresentaram forte queda nos primeiros dias de 2024. O contrato futuro do milho para vencimento em março de 2024, por exemplo, caiu 8,8% desde o final de 2023, cotado a R$68,5 por saca na parcial de janeiro (12). No mercado físico (Cepea), o preço do grão acumula queda de 2,5% no ano, até o dia 12 de janeiro (R$67,2).

No caso do preço da soja (Cepea, Paranaguá-PR), o grão desvalorizou 10,4% no fim das duas primeiras semanas de janeiro, cotado a R$127,6 por saca. Lembrando que o preço da oleaginosa encerrou 2023 a R$142,5 por saca. O preço do contrato futuro do grão para vencimento em abril de 2023 foi cotado a US$27,3 por saca na parcial de janeiro, queda de 6,4% desde o fim de 2023.

O fato é os dados do USDA de janeiro de 2024 revelam expectativa de alta nos estoques mundiais de milho e soja para a safra 2023/24. Mas é importante destacar que embora a expectativa de produção de milho e soja do Brasil tenha sido revisada para baixo, o mercado espera uma quebra maior da produtividade devido aos severos efeitos negativos do clima. Esses efeitos negativos ainda não foram contabilizados nos dados do USDA de janeiro de 2024.

O estoque mundial de milho para a safra 2023/24 foi revisado, pelo USDA, para 325,2 milhões de toneladas em janeiro de 2024, alta de 10,0 milhões de toneladas ou 3,2% frente a estimativa anterior, de dezembro de 2023. No caso da soja, o estoque projetado aumentou 0,3% em relação ao valor apresentado em dezembro de 2023, alcançando 114,6 milhões de toneladas.

Vale lembrar também que o Farmnews atualiza, diariamente, os dados dos preços do mercado futuro do boi gordo (clique aqui), milho (clique aqui) e soja (clique aqui)!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo