queda no abate de vacas

Queda no abate de vacas no 1° semestre de 2020 foi histórica

A queda no abate de vacas na primeira metade de 2020 foi histórica, mostrando um nível de retenção de matrizes nunca visto.

Pois é, assim como os preços do bezerro seguem quebrando recordes e renovando as máximas, os dados indicam que o criador está mais estimulado que nunca para produzir bezerros(as).

Os dados projetados do USDA para 2021 já sinalização um aumento da produção de bezerros(as) no País (clique aqui). Mas com a queda no abate de vacas no 1° semestre de 2020 o aumento pode ser ainda maior (Tabela).

A Tabela a seguir apresenta os dados de abate semestral de bovinos no Brasil nos primeiros 6 meses de cada ano, em milhões de cabeças, segundo dados do IBGE.

queda no abate de vacas

O abate total de bovinos no 1° semestre de 2020 de 14,57 milhões de cabeças foi 8,2% menor que o observado no mesmo período de 2019 e o menor valor desde 2011.

E o interessante é que essa redução no abate total foi puxada pela expressiva queda no abate de vacas em 2020.

Aliás, a queda em 2020 foi histórica e a maior de toda a série, mostrando o forte apetite dos produtores pela atividade de cria. O abate de vacas em 2020, pelo menos nos 6 primeiros meses do ano, somou 4,27 milhões de cabeças, o menor ao longo do período avaliado, desde 2015 e uma redução de 18,7% frente a 2019.

E nesse aspecto vale entender melhor o comportamento de preços do mercado pecuário em relação ao abate de matrizes. O Farmnews apresenta dados relacionados a análise do ciclo pecuário de longo prazo da bovinocultura de corte no Brasil em 2020. Clique aqui e confira!

O Farmnews apresenta dados que mostram se outubro é, de fato, o melhor mês para vender boi gordo. Afinal de contas quanto, em média, o preço de outubro supera o valor médio anual de cada ano e, em que meses do ano o boi gordo alcançou o pico de preços entre 2011 e 2019? Clique aqui e confira os dados!

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Queda no abate de vacas no 1° semestre de 2020 foi histórica was last modified: by