Mercado

Dados da pecuária de corte: Brasil, China e EUA, de 2017 a 2021

O Farmnews apresenta dados da pecuária de corte mundial e dos maiores produtores, Brasil e Estados Unidos e do principal importador, a China.

Afinal, como evoluíram os dados desses 3 principais países quando o assunto envolve o mercado de carne bovina ao longo dos últimos anos?

A Tabela a seguir apresenta os dados de produção, exportação, importação e o consumo mundial e do Brasil, Estados Unidos e China, entre 2017 e a expectativa para 2021, segundo dados do USDA.

Avaliando os dados da pecuária de corte mundial, um dos destaques fica para o aumento do consumo e importação de carne bovina pela China (Tabela).

O aumento das compras de carne bovina pela China aumentaram 211,1% entre 2017 e a expectativa para 2021, o que representa um crescimento médio anual de mais de 40,0%.

E nesse aspecto, vale destacar que boa parte da importação vem do Brasil. Aliás, clique aqui e confira como evoluiu a compra de carne bovina brasileira pela China.

É importante observar que a exportação de carne bovina brasileira deve crescer quase 50,0% (Tabela) entre 2017 e 2021, alcançando 2,67 milhões de toneladas em equivalente carcaça.

Pois é, o crescimento acumulado do consumo de carne bovina chinês entre 2017 e 2021 foi de 30,84% e, esse a questão a ser ressaltada é que esse consumo ainda tem um grande potencial de crescimento, muito além dos números atuais. Isso torna a perspectiva de crescimento de demanda mundial bastante atrativa.

Em fevereiro de 2021 o preço em dólar da arroba do boi gordo foi de US$55,65, o maior valor desde 2014. Clique aqui e confira! O preço do boi godo em fevereiro de 2021 ficou cotado 53,1% acima do valor observado no mesmo período de 2020. O fato é que em fevereiro de 2021 foi a primeira vez que o preço do boi gordo, na média mensal, ficou acima de R$300,0 por arroba. Clique aqui e confira!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Dados da pecuária de corte: Brasil, China e EUA, de 2017 a 2021 was last modified: by

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: