Mercado

Importação de fertilizantes em patamares recorde, em preço e quantidade

A importação de fertilizantes importados pelo Brasil renovou em julho de 2021 as máximas, tanto em termos de preço como em volume de compra.

Em julho de 2021 o Brasil comprou 3,86 milhões de toneladas em fertilizantes, o maior valor da história e, superando em 10,6% o valor adquirido em julho de 2020 (3,49 milhões de toneladas). No acumulado de 2021 o Brasil comprou 20,51 milhões de toneladas em fertilizantes, valor 14,0% maior que o observado no mesmo período de 2020 (17,99 milhões de toneladas).

Além das compras recorde em 2021, o preço igualmente segue em alta e nos maiores patamares já observados, quando avaliado em Reais (Figura). Esse valor recorde foi resultado de um Real desvalorizado e a alta do preço em dólar no mercado internacional, motivado também pela demanda alta e pelo alto custo do frete marítimo internacional.

A Figura a seguir ilustra a evolução dos preços médios dos adubos importados pela Brasil, segundo dados do MDIC, convertidos para Reais por kg, entre janeiro de 2012 e julho de 2021.

importação de fertilizantes
Fonte: Dados do MDIC-SECEX (adaptado por Farmnews)

A importação de fertilizantes pelo Brasil alcançou em julho de 2021 o maior valor ao longo da última década, avaliado em Reais por kg (Figura).

O preço médio dos fertilizantes importados pelo Brasil em julho de 2021 foi de R$1,73 por kg, o maior valor da série apresentada, desde 2012 e, 40,7% acima do preço médio praticado em julho de 2020 (R$1,23 por kg). Vale ressaltar que o preço médio avaliado entre janeiro de 2012 e julho de 2021 foi de R$1,01 por kg.

O preço do frete internacional tem alcançado valores históricos em 2021, o que aumenta a preocupação com o reflexo no preço dos insumos importados. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Importação de fertilizantes em patamares recorde, em preço e quantidade was last modified: by

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: