expor-bov-vivos-2020-3

Principais exportadores mundiais de bovinos vivos, dados de 2020

O Farmnews apresenta os dados de venda dos principais exportadores mundiais de bovinos vivos entre 2016 e a expectativa para 2020.

Afinal, como evoluíram os dados do mercado internacional de exportação de bovinos vivos e qual a perspectiva para os principais países exportadores.

A Tabela a seguir ilustra a venda anual de bovinos vivos, mundial e por pais exportador, em milhões de cabeças, entre 2016 e a expectativa para 2020, segundo dados do USDA.

A projeção é que a exportação mundial de bovinos vivos cresça 6,8% entre 2016 e 2020, variando de 4,84 milhões para 5,17 milhões de cabeças. Apesar pesar da expectativa de alta desde 2016, em relação aos anos de 2018 e 2019, houve retração do comércio internacional de bovinos vivos. Vale lembrar que em 2018 e 2019 as vendas somaram, respectivamente, 5,63 e 5,67 milhões de cabeças.

E, dentre os principais exportadores mundiais de bovinos vivos, o destaque foi o México, único país com projeção de venda acima de 1,0 milhão de cabeças em 2020 (1,33 milhão mais precisamente).

Aliás, o México participa com pouco mais de 25,0% das vendas de bovinos vivos no mundo (Figura), em cabeças, seguido da UE (19,1%) e Austrália (17,4%).

A Figura abaixo ilustra a participação esperada dos principais exportadores mundiais de bovinos vivos em 2020, em número de cabeças negociadas.

Fonte: Dados do USDA (adaptado por Farmnews0

No caso do Brasil, o país participa com apenas 11,6% do mercado mundial de bovinos vivos, com vendas estimadas de 0,60 milhão de cabeças em 2020. e, claro, apesar do forte crescimento do mercado entre 2016 e 2020 (106,9%) é importante lembrar que as venda nacional de bovinos vivos caiu forte nos anos anteriores a 2015. Clique aqui e confira os dados históricos da exportação de bovinos vivos do brasil.

O Farmnews atualiza os dados dos maiores rebanhos e produtores de carne bovina em 2020.

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Principais exportadores mundiais de bovinos vivos, dados de 2020 was last modified: by