Mercado

Índice de preço de carnes da FAO cai pelo segundo mês consecutivo

A FAO atualizou os dados do índice de preço de carnes que mostram sinais de queda após patamares recordes.

Afinal, como tem evoluído o índice de preço global das carnes ao longo dos últimos anos, entre janeiro de 2018 e agosto de 2022, segundo dados da FAO-STAT?

Pois é, e vale dizer que embora o índice de preço de carnes da FAO permaneça em patamares recordes, os valores acumulam o segundo mês consecutivo de queda (Figura).

É importante destacar que o índice de preço da FAO é uma composição entre os índices de preço da carne bovina, suína, de aves e de ovinos. E para saber mais sobre o “FAO Meat Index”, clique aqui!

Mas voltando a tendência de preço das carnes pelo índice da global da FAO vemos que os valores seguem nos picos históricos, apesar da queda recente. Isso porque em agosto de 2022 o índice FAO de preços da carne ficou em 122,7 e em agosto de 2021 foi de 113,4 e voltando mais um pouco, em agosto de 2020 o índice ficou em 92,2.

A Figura a seguir ilustra a evolução mensal do índice de preço de carnes da FAO ao longo dos últimos anos, entre 2018 e agosto de 2022

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp
índice de preço de carnes
Fonte: Dados da FAO-STAT (adaptado por Farmnews)

O índice de preço de carnes da FAO em 2022 segue nos maiores patamares históricos, embora os dois últimos meses, de julho e agosto, apresentam movimento de queda.

Além do índice geral da FAO de preço das carnes é interessante observar como tem evoluído o índice de preço por proteína animal e aqui apresentamos o comportamento dos dados de preço global da carne bovina, suína e de aves (Figura a seguir).

A Figura abaixo ilustra a evolução do índice de preço das carnes de bovino, suíno e de aves, segundo dados da FAO-STAT, entre 2018 e agosto de 2022.

Fonte: Dados da FAO-STAT (adaptado por Farmnews)

Os dados apresentados acima mostram que o índice de preços da FAO para a carne bovina e de aves seguem acumulando as maiores altas em 2022 e descolado do preço da carne suína que, segue com a menor valorização acumulada entre as proteínas avaliadas.

A demanda internacional por carne bovina tende a explicar esse movimento de valorização da proteína e isso pode ser comprovado pelo ritmo de embarque recorde e preço nunca antes alcançado de exportação do Brasil em 2022.

Vale lembrar que o preço da carne bovina brasileira no mercado internacional segue renovando as máximas históricas. Nesse contexto, o Farmnews apresenta os dados médios mensais do preço da carne bovina exportada pelo Brasil, de 2018 a agosto de 2022. Clique aqui e confira!

E o que talvez pouca gente sabe é que o desperdício de carne é o maior quando comparado aos demais alimentos. Clique aqui e saiba mais do assunto!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo