Mercado

Preço anual do milho e da soja em 10 anos, de 2011 a 2020

O Farmnews apresenta os dados do preço anual do milho e da soja em 10 anos, de 2011 a 2020.

O ano de 2020 está finalizando e apesar dos desafios relacionados à COVID-19, foi um ano que deve ser muito comemorado em termos de preços das commodities agrícolas. No acumulado de 2020, do início de janeiro até 29 de dezembro, o milho (Campinas-SP) e a soja (Paranaguá-PR), segundo indicador Cepea, acumularam alta de 62,0% e 71,5%, respectivamente. Apenas para efeito de comparação, o boi gordo e o bezerro (em Reais por cabeça), também segundo Cepea, acumularam alta de 41,2% e 70,3%, nessa ordem, no mesmo período.

Pois é, confira a variação do preço nominal do milho (Campinas-SP) e da soja (Paranaguá-PR), ano a ano, em termos médios, de 2011 a 2020 (Tabela), segundo indicador Cepea Vale destacar que a média de 2020 foi avaliada até o dia 29 de dezembro.

A Tabela abaixo apresenta os dados médios anuais do preço do milho e da soja, em Reais por saca, segundo indicador Cepea, em valor nominal, entre 2011 e 2020.

Embora o preço anual do milho e da soja em 2020 tenha apresentado variação semelhante frente a 2019 (Tabela), no acumulado de 10 anos a soja teve alta superior ao milho.

O preço anual do milho em 2020, até o dia 29 de dezembro, de R$58,8 por saca, além de recorde nominal, representa um ganho de 48,7% frente a 2019. Na mesma base de comparação, o preço da soja acumulou alta de 47,5% em relação a 2019.

Ao longo de 10 anos, desde 2011, o preço anual do milho acumulou alta de 97,2%, passando de R$29,8 por saca em 2011 para R$58,8 por saca em 2020. No caso da soja, o ganho foi de 147,4%, com o preço da arroba variando de R$49,0 por saca a R$121,3 por saca no período.

E aliás, do mesmo modo como o Farmnews apresenta os dados do preço anual do milho e da soja, clique aqui e confira a evolução anual dos preços do bezerro e do boi gordo em 10 anos!

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Preço anual do milho e da soja em 10 anos, de 2011 a 2020 was last modified: by

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto: