dados anuais da exportação de carne bovina

Dados anuais da exportação de carne bovina do Brasil, de 2011 a 2020

O Farmnews apresenta os dados anuais da exportação de carne bovina do Brasil ao longo de 10 anos, de 2011 a 2020.

Afinal, como evoluíram os dados de receita, embarques e o preço médio da carne bovina brasileira exportada, ano a ano, na última década?

Em 2020 a exportação de carne bovina foi recorde, tanto em termos de faturamento como de embarques (Tabela), favorecido por uma cotação do dólar em patamar histórico.

A Tabela a seguir apresenta os dados anuais de receita (em bilhões de dólares), embarques, em milhões de toneladas e, o preço médio, entre os anos de 2011 e 2020, segundo MDIC.

Os dados anuais da exportação de carne bovina mostram um forte aumento das vendas e da receita ao longo de 10 anos.

Isso porque em 2020 os embarques de carne bovina somaram 1,72 milhões de toneladas, valor mais que o dobro do observado em 2011 (0,82 milhões de toneladas). No caso da receita, o Brasil comercializou o equivalente a US$7,4 bilhões em 2020 que, além do maior valor histórico, a exemplo dos embarques, representa um ganho de 89,7% frente a 2011 (US$3,9 bilhões).

Contudo, apesar do preço médio da carne bovina em 2020 apresentar recuperação em relação a queda observado nos últimos anos (Tabela), o valor segue abaixo do praticado entre os anos de 2011 a 2014.

Vale destacar que essa queda no preço foi impulsionada pelos menores valores pagos pelo principal importador de carne bovina brasileira, a China. Clique aqui e saiba mais sobre o comportamento de preço da carne bovina brasileira importada pela China!

Aliás, clique aqui e confira a evolução do preço anual do boi gordo e do bezerro ao longo da última década, entre 2011 e 2020. E saiba mais também da perspectiva de preço do boi gordo para 2021 que, segue otimista e, de acordo com mercado futuro, os preços devem superar e, muito os valores de 2020. Clique aqui e confira!

Receba os estudos do Farmnews no WhatsApp!

Dados anuais da exportação de carne bovina do Brasil, de 2011 a 2020 was last modified: by