Mercado

Preço do bezerro: compare valores entre 2020 e a parcial de fevereiro de 2024

O Farmnews comparou a evolução mensal do preço do bezerro, dentro de cada ano, entre 2020 e a parcial de fevereiro de 2024.

O preço do bezerro segue relativamente estável ao longo de 2024, acumulando a menor queda entre as commodities agrícolas acompanhadas pelo Farmnews (clique aqui). Contudo, o valor médio observado em 2024, nos 2 primeiros meses do ano, segue no menor patamar para o período desde 2020 (primeira Figura).

A Figura ilustra a evolução do preço nominal do bezerro (Cepea, Mato Grosso do Sul), em Reais por cabeça, dentro de cada ano, entre 2020 e a parcial de 2024 (média até 21 de fevereiro).

preço do bezerro
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

O preço do bezerro de R$2.044,0 por cabeça na parcial de fevereiro de 2024 segue abaixo da média nominal para um mês de fevereiro desde 2020.

O preço médio da categoria de reposição também caiu frente ao valor médio do mês anterior (jan-24), acumulando o segundo mês consecutivo de perda (segunda Figura). E assim como temos discutido para o boi gordo (clique aqui), mantemos o cenário positivo para 2024, apesar da pressão negativa nesse início de ano.

E por falar no mercado do animal pronto para o abate, esse período de queda no preço do boi gordo pode significar oportunidades importantes para aqueles que acompanham as assimetrias do mercado (futuro x físico) com uma visão fundamentalista mais a longo prazo. O preço futuro do boi gordo esperado para outubro de 2024, por exemplo, segue cotado com pouco ágio frente a referência no físico merece atenção. Clique aqui e saiba mais!

A Figura apresenta os dados médios do preço nominal do bezerro (Cepea, Mato Grosso do Sul), em Reais por cabeça, entre janeiro de 2020 a parcial de fevereiro de 2024 (média até o dia 21).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp
preço do bezerro
Fonte: Dados do Cepea (adaptado por Farmnews)

A análise do preço corrigido do bezerro no longo prazo sustenta nossa expectativa de início de reversão de ciclo ao longo de 2024 (clique aqui), aliada ao abate recorde de bovinos em um 4º trimestre, em 2023, devido à forte intenção do abate de fêmeas.

E por falar em abate, a oferta de bovinos no Brasil no 4º trimestre de 2023, dados oficiais do IBGE, somou 9,05 milhões de cabeças, o maior valor para o período do ano. Clique aqui e confira os dados!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo