Mercado

Preço do boi gordo, bezerro, milho e soja na primeira metade de janeiro

O Farmnews apresenta os dados do preço do boi gordo, bezerro, milho e soja na primeira metade de janeiro de 2024 e os compara com janeiro dos anos anteriores.

O preço do boi gordo (Cepea) segue estável em 2024, mas com média mensal no maior patamar desde maio de 2023 (clique aqui). No entanto, comparado a janeiro de 2023, o preço do animal pronto para o abate na parcial de janeiro de 2024 (até o dia 15) foi 12,3% menor (Tabela).

A Tabela a seguir apresenta os dados do preço nominal do boi gordo (Cepea), bezerro (Mato Grosso do Sul), milho (Cepea) e soja (Cepea, Paranaguá-PR), na primeira metade de janeiro de 2024 e em janeiro de 2018 a 2023.

preço do boi gordo

O preço do boi gordo acumula o segundo ano consecutivo de queda entre os meses de janeiro na parcial de 2024, a exemplo do bezerro, milho e soja.

Pois é, apesar da estabilidade ao longo dos primeiros dias de 2024 e um cenário positivo diante de um período de demanda por carne bovina no mercado interno menor, o preço da arroba do boi gordo caiu entre os meses de janeiro pelo segundo ano (Tabela) na parcial de 2024 e foi cotado no menor valor nominal desde 2020.

Como comentamos, o cenário para o boi gordo foi semelhante para as demais commodities agrícolas acompanhadas pelo Farmnews, bezerro, milho e soja, ou seja, com queda entre os meses de janeiro pelo segundo ano consecutivo e o menor patamar nominal desde 2020 (Tabela).

O fato é que enquanto o mercado físico e futuro do boi apresentou pouca oscilação nos primeiros dias de 2024, o preço futuro do milho e da soja acumularam fortes perdas (clique aqui).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Os grãos vem sendo o destaque negativo no início de 2024, seja no mercado futuro como no físico (clique aqui), influenciado pela incerteza quanto ao tamanho das perdas de produção devido ao efeito negativo do clima no Brasil e a perspectiva de aumento no estoque mundial, de milho e soja, conforme dados do USDA de janeiro de 2024.

Os dados do USDA de janeiro de 2024 projetam o estoque final para a safra 2023/24 de 114,6 milhões de toneladas que, caso confirmado, será 12,5% acima do observado na safra anterior, de 2022/23 (101,9 milhões de toneladas). Contudo, apesar da alta no estoque mundial, no Brasil a expectativa é que o estoque siga praticamente estável em 2023/24, com perspectiva de alcançar 35,80 milhões de toneladas. Lembrando que na safra 2022/23 os dados apresentados na revisão de janeiro de 2024 ficaram em 35,35 milhões de toneladas.

O estoque mundial de milho para a safra 2023/24 foi revisado, pelo USDA, para 325,2 milhões de toneladas em janeiro de 2024, alta de 10,0 milhões de toneladas ou 3,2% frente a estimativa anterior, de dezembro de 2023.

É importante destacar que o USDA revisou, em janeiro de 2024, a produção e o consumo mundial de carne bovina foram revisados para cima em janeiro de 2024. Clique aqui e confira!

Vale lembrar também que o Farmnews atualiza, diariamente, os dados dos preços do mercado futuro do boi gordo (clique aqui), milho (clique aqui) e soja (clique aqui)!

Clique aqui e receba os estudos do Farmnews pelo WhatsApp!

Ivan Formigoni

Zootecnista, Fundador do Farmnews e interessado em fornecer informações úteis aos nossos leitores!

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo